Justiça argentina suspende reforma trabalhista, causando revés a Javier Milei

A decisão do tribunal marca uma vitória ao menos temporária para um dos sindicatos mais poderosos da Argentina, a CGT

Lara Rizério

Javier Milei, presidente eleito da Argentina (Foto: Tomas Cuesta/Getty Images

Publicidade

(Bloomberg) — O presidente argentino, Javier Milei, sofreu seu primeiro revés judicial depois que o tribunal nacional de apelações trabalhistas do país suspendeu uma parte importante de seu decreto de emergência que visava reformar a segunda maior economia da América do Sul.

O tribunal anunciou nesta quarta-feira uma liminar que suspende as reformas trabalhistas incluídas no amplo decreto de emergência de Milei de 20 de dezembro, que abordou vários aspectos da política econômica.

A decisão do tribunal marca uma vitória ao menos temporária para um dos sindicatos mais poderosos da Argentina, a CGT, que solicitou a suspensão das medidas laborais e pretende ser um dos rivais de Milei durante a sua presidência. A CGT convocou uma greve geral nacional para 24 de janeiro.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

A assessoria de imprensa de Milei não comentou imediatamente a liminar do tribunal.

Por enquanto, a liminar do tribunal ainda evita o pior cenário para Milei, em que todo o decreto sofreria revés no Congresso ou pelos tribunais. Os legisladores ainda têm tempo para votar a favor ou contra todo o decreto, embora o Congresso não tenha bloqueado um decreto presidencial nos governos recentes.

As medidas laborais de Milei centraram-se na simplificação das obrigações de indenização por demissão e durante os “períodos de experiência” antes de uma empresa ter de contratar um trabalhador a tempo integral, entre outras reformas. A Argentina tem custos trabalhistas elevados em relação à produtividade do trabalhador.

Continua depois da publicidade

© 2024 Bloomberg L.P.

Lara Rizério

Editora de mercados do InfoMoney, cobre temas que vão desde o mercado de ações ao ambiente econômico nacional e internacional, além de ficar bem de olho nos desdobramentos políticos e em seus efeitos para os investidores.