IPC-Fipe acelera para 0,25% na 1ª leitura de junho, puxado por alimentos

Grupo Alimentação passou de uma alta de 0,28% no fechamento de maio para 0,82% na primeira leitura de junho; Habitação e Transportes também aceleraram no período

Estadão Conteúdo

Alimentos em supermercado(Foto: Divulgação Pão de Açúcar)
Alimentos em supermercado(Foto: Divulgação Pão de Açúcar)

Publicidade

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, subiu 0,25% na primeira quadrissemana de junho, acelerando ante a alta de 0,09% verificada no final de maio, segundo dados publicados nesta terça-feira (11) pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

 

Baixe uma lista de 11 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de crescimento para os próximos meses e anos

Continua depois da publicidade

 

Na leitura inicial deste mês, três dos sete componentes do IPC-Fipe ganharam força e um caiu em ritmo mais lento: Habitação (de 0,02% em maio para 0,11% na primeira quadrissemana de junho), Alimentação (de 0,28% a 0,82%), Transportes (de 0,01% a 0,08%) e Despesas Pessoais (de -0,14% a -0,12%).

 

Continua depois da publicidade

Por outro lado, houve desaceleração de um período para o outro nas categorias Saúde (de 0,65% a 0,53%) e Educação (de 0,01% a 0,00%), além de queda mais intensa dos preços em Vestuário (de -0,06% a -0,14%).