Indicador de exportações dá sinal de retomada do comércio no 1º tri, diz barômetro da OMC

O índice de pedidos de exportação (102,7), por exemplo, retomou ao nível acima da tendência após uma queda associada à guerra na Ucrânia

Estadão Conteúdo

(Frank Mckenna/Unsplash)

Publicidade

O comércio global de bens continuou em baixa no primeiro trimestre de 2023, mas uma aceleração nos pedidos de exportação apontam para um aumento na demanda por bens comercializados, apontou o barômetro da Organização Mundial do Comércio (OMC). O índice subiu de 92,2 para 95,6 desde o último resultado em março, mas ainda continua bem abaixo da linha de base de 100 da escala que vai de 90 a 110.

Valores menores que 100 indicam que o volume de mercadorias comercializado caiu ou vai cair para níveis abaixo da tendência, explicou a organização no comunicado divulgado nesta quarta-feira, 31.

Os componentes do barômetro deram leituras mistas, com fortes indicadores positivos e negativos – o que torna projeções de curto prazo mais incertas que o comum, afirmou a OMC.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

O índice de pedidos de exportação (102,7), por exemplo, retomou ao nível acima da tendência após uma queda associada à guerra na Ucrânia.

O índice de produtos automotivos (110,8) também cresceu acima da tendência, em meio às fortes vendas nos EUA e na Europa.

Os indicadores de transporte de contêineres (89,4), frete aéreo (93,5) e comércio de componentes eletrônicos (85,2) deram sinais de enfraquecimento, enquanto o índice de comércio de matérias-primas (99,0) ficou próximo da linha de base.