Combate ao coronavírus

Governo de SP atualiza Plano São Paulo e anuncia reabertura da ciclovia da Marginal Pinheiros

Região do Vale do Ribeira retrocedeu da fase amarela (3) para a fase vermelha, a mais restritiva do plano

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO —  Nesta sexta-feira (31), o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou as novas classificações para algumas regiões do estado no Plano São Paulo, que realiza a reabertura gradual das atividades econômicas.

A região de Registro, no Vale do Ribeira, retrocedeu para a fase vermelha (1), a mais restritiva e que permite somente os serviços essenciais funcionando. A região, que estava na fase amarela (3), registrou aumento de casos, internações e óbitos, atingindo a taxa de ocupação de leitos de 85%.

Segundo o secretário estadual de saúde, Jean Gorinchteyn, o avanço dos números ocorreu principalmente nas cidades de Cajati, Registro e Pariquera-Açu. A região ganhou 10 novos leitos direcionados aos pacientes com Covid-19.

Aprenda a investir na bolsa

A nova classificação passa a valer a partir da próxima segunda-feira (3). “Esses três municípios foram os mais impactados e, com isso, achamos por bem retroceder para a fase 1 da quarentena toda a região, para que não tenhamos qualquer risco frente a uma eventual desassistência”, disse.

Ao lado de Registro, as regiões de Franca, Ribeirão Preto e Piracicaba continuam na fase mais restritiva da quarentena. Essa foi a única atualização anunciada pelo comitê.

Vacina

Durante a coletiva, Doria afirmou que não irá politizar a produção da vacina e lamentou ações, que ele diz considerar “extremistas”, de pessoas que disseminaram informações nas redes sociais de que a vacina produzida pelo Instituto Butantan pode produzir efeitos colaterais e até a morte.

“Classifico como um absurdo que outras pessoas tenham a capacidade de produzir esse tipo de informação. Temos que amparar nossas decisões na Ciência e não em ideologias ou dissidências politicas, isso não ajuda a população do pais. Em São Paulo, não temos nada contra a China, chineses ou aquilo que produzem – principalmente se produzem pelo bem, pela melhora da qualidade de vida e, neste caso, para salvar vidas”, disse.

A vacina produzida pelo Butantan em parceria com a chinesa Sinovac Biotech vai ter a sua capacidade de produção dobrada de 60 milhões para 120 milhões de doses, com recursos da iniciativa privada.

A vacina segue na sua última fase de testes. Cerca de 9 mil profissionais de saúde se voluntariaram para receber as doses da vacina em 12 centros espalhados pelos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná e Distrito Federal. A previsão é que os resultados fiquem prontos entre o final de outubro e início de novembro.

Mudanças na capital

PUBLICIDADE

Durante a coletiva, Doria também anunciou a reabertura da ciclovia da Marginal Pinheiros na próxima segunda-feira (3), após quatro meses fechada por conta das medidas de isolamento social.

Os 22 quilômetros de pista passaram por reformas de revitalização do asfalto e da sinalização, instalação de câmeras de segurança, revitalização do paisagismo e contará também com uma estação de apoio aos ciclistas, na altura da estação Vila Olímpia, da linha esmeralda da CPTM, com vestiários, chuveiros e acesso facilitado para ciclistas com deficiências.

“Seguranças presenciais estarão na ciclovia durante todo o seu período de funcionamento, de segunda a domingo. Foram retirados dali 50 toneladas de lixo e foi feita uma revitalização do paisagismo da ciclovia em toda sua extensão. Todo esse processo de modernização foi realizado sem investimento público”, ressaltou.

O governo informou ainda que os agentes de segurança do Metrô de São Paulo passarão a utilizar câmeras acopladas aos seus uniformes a partir da próxima segunda-feira (3). Foram investidos R$ 400 mil em 350 câmeras portáteis (bodycams) para garantir mais transparência à atuação dos seguranças.

Inicialmente, 350 seguranças em oito estações do metrô de São Paulo terão o dispositivo acoplado ao seu uniforme e, segundo Doria, a previsão é de que, até outubro, 1.200 novas câmeras auxiliem na segurança do transporte público.

Newsletter InfoMoney
Informações, análises e recomendações que valem dinheiro, todos os dias no seu email:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.

Aprenda a investir na bolsa