Combate à pandemia

Governo de SP anuncia novas datas de vacinação contra Covid-19 e ampliação de programas sociais

Bolsa do Povo pretende beneficiar até 500 mil pessoas no estado de São Paulo, com investimento de R$ 1 bilhão pelo governo estadual

(Sérgio Andrade/Governo do Estado de São Paulo)

SÃO PAULO – João Doria (PSDB), governador de São Paulo, anunciou nesta quarta-feira (7) a criação do Bolsa do Povo. O programa social unirá os programas já existentes, e permitirá a ampliação de benefícios ou criação de novos auxílios.

O governo paulista também divulgou as próximas datas de vacinação contra a Covid-19. Os próximos a serem imunizados serão idosos com 65, 66 e 67 anos de idade.

Por fim, divulgou indicadores de casos, internações e mortes pelo novo coronavírus. Na comparação entre semanas epidemiológicas, a ocupação de leitos para Covid-19 está menor, assim como o número de casos. Porém, os óbitos seguem em alta. Os anúncios foram feitos em coletiva no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista.

Bolsa do Povo: benefícios reunidos e ampliados

O objetivo do Bolsa do Povo é conter os efeitos negativos da pandemia na economia de São Paulo. Segundo Doria, o governo estadual investirá cerca de R$ 1 bilhão no projeto em 2021.

“Ao lado do enfrentamento da pandemia, nós estamos acompanhando o crescimento acelerado da pobreza, da miséria, da vulnerabilidade em São Paulo e no Brasil”, disse Doria. “Por isso, a criação do programa a Bolsa do Povo, de São Paulo”. A iniciativa ainda precisa ser aprovada pela Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.

O Bolsa do Povo será a unificação de vários programas sociais, inclusive os criados ao longo de 2021. Exemplos são o Bolsa Renda Cidadã, o Bolsa Aluguel Social e a Ação Jovem.

A nova iniciativa também permitirá a ampliação do valor cedido por esses programas. O Renda Cidadã, programa de transferência de renda, ampliará seu benefício de R$ 80 para R$ 100, por exemplo. A Ação Jovem, que dá um auxílio para jovens continuarem estudando, também irá de R$ 80 para R$ 100.

Entre os novos projetos dentro do Bolsa do Povo está a contratação de 20 mil pais e mães de alunos da rede pública de ensino, para trabalhar nas escolas como colaboradores. Os contratados trabalharão por quatro horas diárias, com remuneração de R$ 500 por mês.

Mais datas de vacinação contra Covid-19

O governo estadual também anunciou novas etapas da campanha de vacinação contra Covid-19 em São Paulo. Idosos de 67 anos poderão receber imunização a partir do dia 14 de abril, enquanto idosos com 65 e 66 anos de idade poderão ser imunizadas a partir do dia 21 de abril, uma semana depois.

PUBLICIDADE

Segundo dados do governo, as novas etapas vão contemplar mais de um milhão de pessoas: 350 mil a partir do dia 14, e mais 670 mil a partir do dia 21.

Além disso, agora será possível preencher o pré-cadastro da vacinação por WhatsApp. Basta enviar uma mensagem para (11) 9-5220-2923 e preencher a ficha.

Taxas de ocupação nas UTI caem para menos de 90%

Pela primeira vez em 21 dias, o estado de São Paulo apresentou taxas de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) abaixo dos 90%, anunciou Jean Gorinchteyn, secretário estadual da Saúde. Em todo o estado de São Paulo, a taxa está em 89,8% de ocupação. Apenas na Grande São Paulo, a taxa é de 89%.

O secretário também apresentou dados consolidados da 13ª semana epidemiológica do ano, encerrada no dia 3 de abril. Pela primeira vez desde fevereiro, houve uma queda na média diária de casos e internações no estado.

Foram 15.672 casos em média por dia entre 28 de março e 3 de abril, queda de 2,4% em relação à semana anterior. Já as internações por Covid-19 caíram 5,4%, com 3.200 internados diariamente, em média. No entanto, a média diária de mortes seguiu crescendo: aumento de 15,5%, com 715 mortes em média por dia.

Entenda o método para realizar análises e não se perder em momentos turbulentos. A série gratuita One Good Trader, com Gilberto Coelho, te ensina como – inscreva-se!