Discurso no Senado

Fed usará ferramentas para apoiar economia e controlar inflação, diz Powell

O dirigente afirmou ainda que a economia americana se expande no ritmo mais rápido em anos, e que o mercado de trabalho é forte

Por  Estadão Conteúdo -

O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Jerome Powell, afirmou nesta segunda-feira, 10, que a autoridade monetária irá usar suas ferramentas para apoiar a economia e um mercado de trabalho forte, e também para evitar que a inflação mais alta se consolide nos Estados Unidos.

Em discurso preparado para audiência da Comissão de Assuntos Bancários, Habitacionais e Urbanos do Senado, que será realizada na terça-feira, 11, o dirigente afirmou ainda que a economia americana se expande no ritmo mais rápido em anos, e que o mercado de trabalho é forte.

De acordo com o presidente, o desenvolvimento e a disponibilidade de vacinas e a resiliência americana funcionaram em conjunto, primeiro para amortecer os golpes econômicos da pandemia e depois para desencadear uma recuperação historicamente forte. Por sua vez, os desafios permanecem, e tanto a paralisação inicial quanto a subsequente reabertura da economia não tinham precedentes, dando origem a desequilíbrios e gargalos persistentes de oferta e demanda e, portanto, a inflação elevada, afirmou.

“Sabemos que a inflação alta cobra um preço, principalmente para aqueles menos capazes de arcar com os custos mais altos de bens essenciais como alimentação, moradia e transporte”, disse Powell.

Segundo ele, uma série de mudanças ocorreram tendo em vista o pós-pandemia, e a política monetária deve ter uma visão ampla e prospectiva, acompanhando evolução econômica. “A busca dos nossos objetivos terá de ter em conta estas diferenças”, afirmou, sem maiores especificações.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui!

Compartilhe