Fed não vai mais subir juros, tampouco os cortará tão cedo, afirma dirigente

"Precisamos segurar os níveis de juros por enquanto", disse Patrick Harker

Estadão Conteúdo

Publicidade

O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) da Filadélfia, Patrick Harker, enfatizou que, apesar de todo o progresso que a economia americana vem fazendo na luta contra a inflação, o Fed ainda não vai cortar taxas em um futuro próximo.

“Precisamos segurar os níveis de juros por enquanto”, disse ele em entrevista à Rádio WHYY, ao avaliar que, a inflação chegou ao pico nos EUA devido a uma crença em “dados mais leves”, isto é, ao apego dos conselheiros do Fed aos recortes positivos dos dados econômicos do país.

Harker avalia que o mesmo erro não será cometido duas vezes, e por isso os cortes de juros serão graduais.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Ele crava, porém, que as taxas de juros não vão subir mais no país. “A luta contra a inflação não acabou, mas estamos na direção certa”, afirma Harker, e reitera que “não haverá nova alta de juros”, a menos que um novo choque externo, como foi a pandemia ou a guerra na Ucrânia, faça a inflação saltar outra vez.