Expectativas de inflação da zona do euro em 12 meses sobem para 3,3%, diz BCE

Pesquisa feita com consumidores em 11 países da zona do euro também mostrou expectativas estáveis em 2,5% para a inflação nos próximos três anos

Reuters

Bandeira da União Europeia

Publicidade

FRANKFURT (Reuters) – As expectativas de inflação entre os consumidores da zona do euro aumentaram para o próximo ano e se mantiveram estáveis para os próximos três anos, mostrou uma nova pesquisa do Banco Central Europeu nesta sexta-feira (23), somando-se às evidências de que o estágio final de controle do crescimento dos preços pode ser difícil.

A inflação diminuiu rapidamente no ano passado e agora está um pouco abaixo de 3%, mas o BCE disse que pode levar mais de um ano para reduzi-la à sua meta de 2%, apesar de uma série recorde de aumentos de juros e do crescimento econômico anêmico.

A mediana das expectativas de inflação para os próximos 12 meses subiu para 3,3% em janeiro, de 3,2% em dezembro, enquanto as expectativas para os próximos três anos permaneceram inalteradas em 2,5%, informou o BCE, com base em uma pesquisa com 19 mil adultos em 11 países da zona do euro.

Continua depois da publicidade

Embora os preços de energia estejam bem abaixo das expectativas e o crescimento seja fraco, o crescimento dos salários continua rápido e as autoridades de política monetária têm dito repetidamente que precisam de dados mais reconfortantes sobre o mercado de trabalho antes de poderem dar o sinal e começar a cortar os juros.

A pesquisa mostrou que as expectativas de crescimento da renda nominal permaneceram inalteradas em 1,2%, mas os consumidores subestimam persistentemente o crescimento dos salários e o BCE espera que a remuneração por empregado aumente 4,6% este ano.

Aula Gratuita

Os Princípios da Riqueza

Thiago Godoy, o Papai Financeiro, desvenda os segredos dos maiores investidores do mundo nesta aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.