Indicadores

Em reunião ordinária, CMN vai estipular meta de inflação para 2024

A meta de inflação para o ano de 2023, fixada no ano passado, é de 3,25%, com margem de tolerância de 1,5 ponto porcentual

arrow_forwardMais sobre
(Shutterstock)

Em reunião ordinária na tarde desta quinta-feira, 24, o Conselho Monetário Nacional (CMN) vai estipular a meta de inflação para o ano de 2024, além de confirmar o objetivo de 2023. O Banco Central ainda não informou se haverá ou não entrevista coletiva de imprensa sobre a nova meta de inflação.

A meta de inflação para o ano de 2023, fixada no ano passado, é de 3,25%, com margem de tolerância de 1,5 ponto porcentual (inflação entre 1,75% e 4,75%).

Este porcentual deve ser confirmado pelo CMN nesta quinta.

No caso de 2024, a meta será divulgada pela primeira vez, como geralmente ocorre nas reuniões de junho do CMN.

Desde 2019, as metas de inflação vêm caindo 0,25 ponto porcentual a cada ano. Isso tem ocorrido mesmo em momentos de maior pressão inflacionária ou de crise econômica.

Assim, se mantiver a dinâmica mais recente, o CMN fixará a meta para 2024 em 3,00%.

Curso gratuito do InfoMoney mostra como você pode se tornar um Analista de Ações. Inscreva-se agora.