Relatório do Banco Central

Economistas elevam projeções para Selic e veem juros de 5,75% em dezembro, mostra Focus

Estimativas para a inflação este ano também foram elevadas, pela oitava semana consecutiva, de 5,24% para 5,31%

SÃO PAULO – Em meio à pressão inflacionária, o mercado financeiro revisou suas projeções para a taxa Selic e agora vê um novo aumento de 0,25 ponto percentual até o fim do ano, para 5,75%. Os dados constam no relatório Focus, divulgado pelo Banco Central na manhã desta segunda-feira (31).

A expectativa é de que a autoridade monetária suba a taxa básica de juros dos atuais 3,50% para 4,25% a.a. na próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), em junho. Já para 2022, as estimativas se mantiveram em Selic de 6,50% ao ano.

O movimento de aperto monetário vem em meio ao aumento do índice de preços. Em maio, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), considerado uma prévia da inflação oficial, subiu 0,44% — o maior resultado para um mês de maio desde 2016.

No ano, o IPCA-15 acumula inflação de 3,27% e, nos últimos 12 meses, alta de 7,27%.

No Focus, a previsão para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em 2021 foi elevada, pela oitava semana consecutiva, de 5,24% para 5,31%, enquanto as projeções para o indicador em 2022 ficaram em 3,68%, ante 3,67% na semana passada.

Leia também:
Selic a 6% deve atrair novamente fluxo de investimentos para fundos de crédito, diz Alexandre Muller, da JGP

Com resultados acima do esperado no primeiro trimestre, economistas têm revisado para cima suas projeções para o Produto Interno Bruto (PIB) este ano. A estimativa de crescimento da economia brasileira no Focus subiu de 3,52% para 3,96%, em 2021, mas caiu de 2,30% para expansão de 2,25%, em 2022.

Por fim, no câmbio, os economistas consultados pela autoridade monetária veem o dólar negociado a R$ 5,30 ao fim deste e do próximo ano, sem alterações em relação ao levantamento anterior.

Sócia da XP Investimentos oferece curso gratuito de como alcançar a liberdade financeira. Clique aqui para se inscrever.

PUBLICIDADE