Dirigente do Fed diz que é cedo para declarar vitória contra a inflação, apesar de avanços

Presidente do Fed de Chicago, Austan Goolsbee, afirma que alta da inadimplência é ponto de atenção

Estadão Conteúdo

Sede do Federal Reserve (Fed, o Banco Central dos EUA) (Nathan Howard/Bloomberg)

Publicidade

O presidente do Federal Reserve (Fed) de Chicago, Austan Goolsbee, argumentou neste domingo (17) que ainda “é muito cedo” para declarar vitória contra a inflação, apesar dos progressos recentes em direção ao “pouso suave”, fenômeno que descreve o controle dos preços sem um impacto drástico na atividade econômica.

Em entrevista ao programa Face The Nation, da CBS, o dirigente lembrou que, historicamente, as campanhas de aperto monetário costumam deflagrar uma recessão, o que não ocorreu em 2023. “Mas ainda estamos com inflação acima da meta”, ponderou ele, que votou nas reuniões deste ano do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc), mas não votará nos encontros de 2024.

Goolsbee acrescentou que ainda há dados econômicos “preocupantes” nos EUA, entre eles o aumento da inadimplência e no número de pessoas sem residência. Para ele, esse cenário impede uma avaliação definitiva sobre se o ciclo de restrição monetária já terminou. “Os dados irão determinar o que faremos com os juros”, ressaltou.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

O dirigente também ressaltou que o Fed monitora a evolução dos riscos geopolíticos, que eventualmente poderiam levar a uma escalada nos preços do petróleo, com consequências para a inflação.