Criação de vagas no setor privado dos EUA fica abaixo do esperado em maio, aponta ADP

Foram abertos 152.000 empregos no mês passado, depois de 188.000 em abril, segundo o relatório da ADP; economistas previam 175.000 vagas novas no mês passado

Reuters

Anúncio de vaga de emprego em Somerville, nos EUA. (Foto: Brian Snyder/Reuters)

Publicidade

(Reuters) – A criação de vagas de trabalho no setor privado dos Estados Unidos ficou abaixo do esperado em maio e os dados do mês anterior foram revisados para baixo, mostrou um relatório nesta quarta-feira (5). Foram abertos 152.000 empregos no mês passado, depois de 188.000 em abril, segundo o relatório da ADP.

Economistas consultados pela Reuters previam 175.000 no mês passado.

Na terça-feira, o Departamento do Trabalho dos EUA informou que as vagas de emprego em aberto caíram em abril para o menor número em mais de três anos e que a proporção de vagas em relação ao número de pessoas desempregadas havia retornado aos níveis observados antes da pandemia de covid-19, no início de 2020.

Continua depois da publicidade

O relatório da ADP, desenvolvido em conjunto com o Laboratório de Economia Digital de Stanford, precede o relatório mais abrangente de emprego fora do setor agrícola de maio, que será divulgado na sexta-feira.

Economistas consultados pela Reuters esperam que 170.000 vagas de trabalho no setor privado tenham sido criadas no mês passado, de 167.000 de abril.

No total, a projeção é de que 185.000 vagas tenham sido abertas, contra 175.000 em abril, com a taxa de desemprego permanecendo em 3,9%.