Dia de Copom

Com ajustes nas expectativas para PIB e inflação, mercado projeta corte de 0,50 ponto da taxa Selic hoje

Levantamento feito pela XP com gestores de fundos macro ainda mostrou redução da projeção para os juros básicos no fim do ano, de 5,00% para 4,50%

SÃO PAULO – Sem divergências de opiniões, o mercado financeiro espera que a reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) desta quarta-feira transcorra sem surpresas, em meio a uma aposta unânime de queda da taxa Selic em meio ponto percentual, de 5,50% para 5,00% ao ano.

Os dados fazem parte de levantamento feito pela XP com gestores de fundos macro, que reduziram a previsão mediana para os juros básicos brasileiros no fim do ano de 5,00% para 4,50%, indicando mais uma redução da Selic na última reunião de 2019, marcada para os dias 10 e 11 de dezembro.

Apenas duas gestoras dentre as consultadas apostam em uma ação ainda mais agressiva por parte do BC, levando a Selic a 4% ou a 4,25% no fim do ano.

PUBLICIDADE

O levantamento também apontou um ajuste nas expectativas para o desempenho da inflação e da atividade econômica. A mediana das projeções para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) aumentou de 0,80% para 0,98%, enquanto a expectativa para a inflação medida pelo IPCA caiu de 3,40% para 3,30%.

Única variável sem alteração, a mediana das projeções para o dólar em dezembro deste ano se manteve em R$ 4,00 neste mês.

Expectativas de gestores de fundos macro consultados pela XP

Assim como nos últimos levantamentos realizados, as posições mais comuns entre os fundos dos gestores consultados são as apostas aplicadas em juros, reais e/ou nominais, e compradas em Bolsa.

A pesquisa consultou 32 gestoras, embora uma das casas não tenha revelado sua estimativa para a Selic hoje.

PUBLICIDADE

Participaram Absolute, Ace Capital, Adam, ARX, AZ Quest, Bahia Asset, Blue Line, BTG Pactual, Canvas, Claritas, Gap Asset, Garde, Ibiúna, Kairós, Kinea, Legacy, Mauá Capital, MZK, Novus, Occam, Opportunity, Pacífico, Paineiras, Perservera, Porto Seguro, Sagmo, SulAmérica, Truxt, Vinci Partners, Vinland, Vintage e XP Asset.

Tenho acesso aos melhores investimentos em um cenário de juros mais baixos: abra uma conta gratuita na XP