CNI projeta maior superávit comercial da história do Brasil para 2023, de US$ 73,7 bi

O documento traz ainda as projeções para a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA)

Estadão Conteúdo

Publicidade

O Brasil deve registrar neste ano o maior superávit comercial da história no comércio exterior do País, segundo o Informe Conjuntural do 3º trimestre, divulgado nesta quarta-feira, 11, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). A entidade projeta que as exportações brasileiras chegarão a US$ 331 bilhões no ano, enquanto as importações deverão alcançar US$ 257,3 bilhões.

Assim, o superávit comercial chegará a US$ 73,7 bilhões, o maior já alcançado pelo comércio exterior brasileiro.

O documento traz ainda as projeções para a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). A expectativa é que o IPCA feche o ano em 4,9%.

Continua depois da publicidade

A avaliação é de que “o cenário seguirá com desaceleração da inflação corrente e expectativas de inflação próximas da meta, sinalizando um processo de convergência em 2024 e, sobretudo, em 2025”.

A previsão da indústria é menor que o IPCA de 2022, de 5,8%, mas superior à meta de inflação de 3,25% para o ano, superando também o intervalo superior da meta, de 4,75%.

Para a taxa Selic, a expectativa da CNI é de que ela encerre 2023 em 11,75%. Atualmente em 12,75% ao ano, a CNI espera que o Comitê de Política Monetária (Copom) faça mais dois cortes de 0,5 ponto porcentual nas próximas reuniões que restam no ano, levando a taxa básica de juros para 11,75% ao ano.

Aula Gratuita

Os Princípios da Riqueza

Thiago Godoy, o Papai Financeiro, desvenda os segredos dos maiores investidores do mundo nesta aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.