China teme surto de Covid com ômicron mais perto de Pequim

Foram confirmadas 21 novas infecções por Covid-19 na cidade de Tianjin, depois que dois casos da variante ômicron foram detectados no sábado

Bloomberg

Publicidade

(Bloomberg) – A ômicron chegou a uma cidade portuária que faz fronteira com Pequim e se espalhou para o interior antes que as autoridades chinesas a detectassem, disseminando a variante altamente contagiosa nos arredores da capital do país menos de um mês antes do início dos Jogos Olímpicos de inverno.

Foram confirmadas 21 novas infecções por Covid-19 na cidade de Tianjin, depois que dois casos da variante ômicron foram detectados no sábado, levando a fechamento de escolas, cancelamento de viagens e testagens em massa no fim de semana.

As medidas vieram tarde demais para a província vizinha de Henan, que foi epicentro de um surto da delta, depois que um estudante universitário que supostamente estava infectado com a ômicron voltou de Tianjin com a mutação do patógeno. Dois casos já foram detectados em Henan.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

A chegada da ômicron é um presságio ruim para a China, onde medidas cada vez mais rígidas para eliminar o vírus não conseguiram conter a delta. Surtos anteriormente isolados estão se espalhando, impedindo que o país mais populoso do mundo volte ao status de “Covid Zero” que manteve durante grande parte da pandemia. O objetivo parece ainda menos provável agora com a ômicron, que fez com que as infecções em todo o mundo atingissem níveis sem precedentes em semanas.

As duas infecções por ômicron na província de Henan parecem estar relacionadas aos dois primeiros casos encontrados em Tianjin, disse a comissão local de saúde nesta segunda-feira, baseando-se no rastreamento de contato e sequenciamento genômico. Em todo o país, a Comissão Nacional de Saúde relatou pelo menos 97 casos transmitidos localmente nesta segunda-feira, incluindo 60 em Henan e 21 em Tianjin.

As autoridades de Tianjin prometeram proteger a capital chinesa de uma disseminação mais ampla, agindo com mais velocidade e ao menor custo possível, segundo reunião municipal liderada pelo secretário do Partido Comunista da cidade. Eles recomendaram aos 14 milhões de residentes para não deixarem a cidade, a menos que seja essencial, segundo comunicado no domingo.

Continua depois da publicidade

Viagem rápida

Localizada a apenas 30 minutos de trem de Pequim, Tianjin também fica ao lado da província de Hebei, que acolhe a maioria dos esportes de neve durante os Jogos Olímpicos de Inverno. As vendas da maioria das passagens de trem para Pequim foram interrompidas, enquanto algumas linhas de ônibus e metrô também pararam de operar. As pessoas que precisam sair de Tianjin são obrigadas a fornecer um resultado negativo do teste de Covid realizado em 48 horas.

As testagens em massa começaram em Tianjin no início do domingo, segundo a agência de notícias estatal Xinhua. Entre as 40 pessoas que podem estar contaminadas, 23 são estudantes do ensino fundamental e médio, disseram as autoridades. Nem todas as infecções foram confirmadas e as cepas não foram divulgadas.

Pelo menos dois distritos em Tianjin suspenderam as aulas, enquanto outras escolas foram convidadas a dar aulas online. As agências de viagens foram obrigadas a suspender as viagens em grupo, diz comunicado divulgado pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo nesta segunda-feira.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui!