Sem meta

China estuda descartar meta numérica para PIB em 2020

O que pode ser anunciado no próximo Congresso Nacional do Povo no final do mês é uma descrição da meta para o crescimento do PIB

arrow_forwardMais sobre
Bandeiras da China ao vento
(Shutterstock)
Aprenda a investir na bolsa

(Bloomberg) — Líderes da China avaliam a possibilidade de não fixar uma meta numérica para o crescimento econômico deste ano devido à incerteza causada pela pandemia de coronavírus, segundo pessoas a par do assunto.

O que pode ser anunciado no próximo Congresso Nacional do Povo no final do mês é uma descrição da meta para o crescimento do PIB, disse uma das pessoas. No ano passado, a meta estava entre 6% e 6,5%.

Ainda não há decisão final sobre como caracterizar a meta, disseram as pessoas, que não quiseram ser identificadas. O relatório de trabalho do governo, que geralmente inclui a meta do PIB, geralmente é revisado várias vezes até a conferência.

Aprenda a investir na bolsa

A segunda maior economia do mundo pode fechar o ano com o pior desempenho na era pós-Mao, já que o impacto das paralisações para conter o surto de coronavírus na China é agravado pela queda da demanda global com a propagação da pandemia. Diante disso, líderes chineses se deparam com a opção de fixar uma meta de crescimento desconfortavelmente baixa, uma irrealisticamente alta ou ignorá-la por completo.

Tal medida liberaria as autoridades da obrigação de injetar estímulos significativos para atingir um certo nível de crescimento enquanto o emprego permanece estável. Embora a China tenha anunciado políticas de afrouxamento do crédito, incentivos fiscais e aumento dos gastos, as medidas ainda são específicas e mais moderadas em comparação com os pacotes de outras grandes economias. A cautela dos líderes é motivada pelo temor do aumento descontrolado da dívida depois que os empréstimos dispararam após a crise financeira global.

O crescimento do PIB chinês deve desacelerar para 1,8% em 2020, de acordo com a estimativa mediana de economistas pesquisados pela Bloomberg. Seria a primeira vez que líderes chineses não divulgariam uma meta de crescimento numérico em pelo menos duas décadas.

O Escritório de Informação do Conselho de Estado encaminhou perguntas sobre a meta de crescimento à Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma, que não respondeu imediatamente a um pedido de comentário. O Conselho de Estado normalmente lidera a redação do relatório de trabalho.

Alguns economistas, como o assessor do banco central Ma Jun, têm defendido publicamente descartar a meta numérica por causa da pressão sobre formuladores de políticas. Os principais líderes do país também mudaram o tom sobre a importância de cumprir metas de crescimento específicas em uma reunião do Politburo no mês passado.

Newsletter InfoMoney – Informações, análises e recomendações que valem dinheiro, todos os dias no seu email:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.