China corta impostos de empresas para gastos com P&D em dois setores da indústria

Medida é válida até o final de 2027 e abrange investimentos de fábricas de circuitos integrados e de máquinas-ferramenta

Roberto de Lira

(Getty Images)

Publicidade

As autoridades chinesas anunciaram na segunda-feira (18) um corte de impostos em gastos com pesquisa e desenvolvimento (P&D) para fabricantes de circuitos integrados e de máquinas-ferramenta, importante segmento da indústria de transformação. As medidas de incentivo à inovação  têm validade 1º de janeiro de 2023 e 31 de dezembro de 2027.

Segundo a agência de notícias Xinhua, durante o período de vigência do subsídios, se os custos com essas operações não forem definidos no comunicado de rendimentos como ativos intangíveis, serão deduzidos antes de imposto com base em 120% do valor real incorrido. Se esses gastos tiverem sido tomados como ativos intangíveis, serão amortizados em 220% como custos de ativos intangíveis antes de impostos.

O anúncio foi feito em conjunto pelo Ministério das Finanças, pela Administração Geral de Impostos, pela Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma e pelo Ministério da Indústria e Informatização.

Tópicos relacionados