BCE: riscos de não esperar para cortar juros não são grandes

Em entrevista concedida à Econostream Media, Pierre Wunsch avaliou que os riscos de inflação na zona do euro são "bastante" limitados

Estadão Conteúdo

Publicidade

O dirigente do Banco Central Europeu (BCE) e presidente do BC da Bélgica, Pierre Wunsch, disse que embora seja possível argumentar a favor de adiar o relaxamento da política monetária até que mais dados estejam disponíveis, os riscos de não continuar esperando para cortar juros não são grandes.

Em entrevista concedida à Econostream Media na quinta-feira (08), Wunsch avaliou que os riscos de inflação na zona do euro são “bastante” limitados.

“Esperar (antes de cortar juros) tem algum mérito, mas não é esperando tantos dias, semanas ou meses que saberemos tudo com precisão”, disse Wunsch na entrevista, divulgada nesta segunda-feira. “Em algum momento, torna-se um impasse entre o valor de continuar esperando e o fato de a que economia não está muito forte e de que o ímpeto inflacionário está diminuindo”, acrescentou.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Segundo Wunsch, o BCE não vai esperar “um ano inteiro” para ter certeza absoluta sobre pressões salariais. “Vai chegar a hora em que teremos de decidir, com base nas informações que temos, se cortamos ou não (os juros). Mas a questão é quando”, ressaltou.