BC da Inglaterra mantém juro básico em 5,25% pela terceira reunião seguida

Decisão do BoE veio em linha com a expectativa de analistas; seis dos nove dirigentes votaram pela manutenção

Roberto de Lira

Sede do Bank of England (Bloomberg)

Publicidade

O Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês) decidiu nesta quinta-feira (14) manter sua taxa básica de juros em 5,25%, após concluir reunião de política monetária. A decisão do BoE de manter os juros pela terceira reunião seguida veio em linha com a expectativa de analistas.

Segundo ata da reunião, seis dos nove dirigentes de política monetária votaram pela manutenção do juro básico. As demais três autoridades do BC inglês defenderam uma alta de 25 pontos base na taxa.

O comunicado pós-decisão diz que o banco continua a julgar que a política monetária provavelmente precisará ser restritiva por um longo período de tempo e alerta que seria necessário um maior aperto monetário se houver evidência de pressões inflacionárias mais persistentes.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

No comunicado do MPC, o comitê de política monetária local, foi citado que o PIB do Reino Unido permaneceu estável no terceiro trimestre de 2023, em linha com a projeção do Relatório de Novembro, e que caiu 0,3% em Outubro.

“Com base nos dados oficiais e de inquéritos mais recentes, os funcionários do banco esperam que o crescimento do PIB seja globalmente estável no quarto trimestre e nos próximos trimestres. É provável que o crescimento do emprego tenha abrandado e surgiram novas evidências de algum afrouxamento no mercado de trabalho”, diz o texto.

Já a inflação medida pelo CPI dos últimos doze meses recuou acentuadamente, de 6,7% em setembro para 4,6% em outubro, com a inflação dos serviços descendo para 6,6%.

Continua depois da publicidade

O Comitê do BoE disse esperar que a inflação medida pelo CPI permaneça próxima da sua taxa atual por volta da virada do ano. “Em particular, projeta-se que a inflação dos preços dos serviços aumente temporariamente em janeiro, relacionada com efeitos de base decorrentes de movimentos de preços invulgarmente fracos no início deste ano, antes de começar a descer gradualmente a partir de então”, informa o MPM.

Para o BoE, a trajetória de curto prazo da inflação é um pouco inferior à projetada no relatório de novembro, refletindo em parte as recentes quedas dos preços dos produtos de energia.