RADAR INFOMONEY Programa desta quinta-feira analisa as falas de Bolsonaro e de líderes globais na Cúpula do Clima e qual foi o impacto nos mercados; assista

Programa desta quinta-feira analisa as falas de Bolsonaro e de líderes globais na Cúpula do Clima e qual foi o impacto nos mercados; assista

Anvisa irá analisar

Anvisa recebe pedido de uso emergencial de vacina da Janssen contra Covid-19

Já foi iniciado o processo de triagem dos documentos; Em caso de informações faltantes, a Anvisa pode solicitar dados adicionais

arrow_forwardMais sobre
Frascos rotulados como de vacina contra Covid-19 em frente ao logo da Johnson and Johnson em foto de ilustração 09/02/2021 REUTERS/Dado Ruvic
Frascos rotulados como de vacina contra Covid-19 em frente ao logo da Johnson & Johnson em foto de ilustração (REUTERS/Dado Ruvic)

SÃO PAULO (Reuters) – A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu nesta quarta-feira pedido para uso emergencial no Brasil da vacina contra Covid-19 da farmacêutica Janssen, braço da norte-americana Johnson & Johnson, informou o órgão em comunicado.

Segundo a agência, já foi iniciado o processo de triagem dos documentos presentes no pedido, o que deve durar 24 horas. Em caso de informações faltantes, a Anvisa pode solicitar dados adicionais ao laboratório.

O Brasil possui acordo com a Janssen para a aquisição de 38 milhões de doses da vacina da empresa, com previsão de entrega de 16,9 milhões de doses entre julho e setembro e 21,1 milhões de outubro a dezembro.

A vacina do laboratório da Johnson & Johnson se destaca por requerer somente uma dose para imunização. Ela já tem sido utilizada nos Estados Unidos.

A Anvisa afirmou que pretende concluir a análise sobre o pedido de uso emergencial do imunizante em até sete dias úteis.

Até o momento, a Anvisa concedeu autorização para uso emergencial da vacina contra Covid-19 da chinesa Sinovac, produzida em parceria com o Instituto Butantan, que tem sido a principal utilizada na campanha de imunização do país.

A agência também concedeu registro definitivo de uso para o imunizante da AstraZeneca, que é produzido pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e está sendo usado no país em menor escala, e para a vacina da Pfizer, esta já contratada pelo governo, mas ainda não recebida.

Participe do Treinamento gratuito Scalper Pro e entenda como extrair lucro e controlar riscos na Bolsa em operações que duram minutos ou segundos! Inscreva-se aqui.