Imóveis

Corrida pelo financiamento imobiliário: Loft anuncia compra da CrediHome

Segundo a Loft, aquisição transforma o unicórnio em líder nacional de originação de crédito imobiliário para grandes bancos

Escritório da Loft (Divulgação)
Escritório da Loft (Divulgação)

SÃO PAULO – Diversas startups estão de olho em fornecer financiamentos imobiliários – um mercado de grandes proporções, e que cresceu na época em que a taxa básica de juros (Selic) foi reduzida. A Loft, unicórnio com uma plataforma digital de compra e venda de apartamentos, anunciou a compra da CrediHome. O valor da aquisição não foi divulgado.

O unicórnio tem mais de 25 mil apartamentos à venda no Rio de Janeiro e em São Paulo, distribuídos por 132 bairros. Recentemente, a Loft chegou até Belo Horizonte. O negócio foi avaliado em US$ 2,6 bilhões em sua última captação com investidores. Ao todo, a Loft já captou US$ 800 milhões com capitalistas de risco. O portfólio de propriedades cresceu quinze vezes entre março de 2020 e março de 2021. O plano é chegar a 90 mil imóveis até o final deste ano.

Já a CrediHome é uma startup que conecta grandes bancos às assessorias imobiliárias ou portais que atendem quem procura um financiamento de imóvel. Fundada em 2017, a CrediHome seguirá sem alterações em sua operação, com fundadores e equipe continuando na empresa.

A Loft afirma que o capital recebido pela venda será investido em melhoria da experiência do cliente e em mais parcerias com assessorias imobiliárias locais. Metade das operações da CrediHome está fora do eixo Rio de Janeiro-São Paulo, permitindo que a Loft expanda regionalmente sua frente de financiamento imobiliário.

Também de acordo com a Loft, a aquisição transforma o unicórnio em líder nacional de originação de crédito imobiliário para grandes bancos. Juntas, Loft e CrediHome originam mais de R$ 600 milhões mensalmente para instituições financeiras. A Loft começou a oferecer sua solução de financiamento imobiliário em janeiro de 2020.

Corrida pelo financiamento imobiliário

A aquisição da CrediHome pela Loft vem em um momento de alta demanda por imóveis – e, portanto, por soluções de financiamento imobiliário. 127.522 unidades residenciais foram vendidas no primeiro semestre de 2021, número 46,1% maior do que o verificado no mesmo período do ano passado. É efeito, na visão da diretoria da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), das taxas de juros ainda convidativas dos financiamentos imobiliários para as pessoas físicas, na faixa de 8% ao ano.

Outras startups que lidam com propriedades (proptechs) anunciaram recentemente expansões na vertical de crédito aos compradores de imóvel. O Quinto Andar anunciou a compra da Atta, plataforma independente de financiamento imobiliário, para aprimorar sua vertical de compra e venda de propriedades. Criada em 2014, a Atta é uma franqueadora que fornece crédito imobiliário e empréstimo com garantia de imóvel (home equity) a mais de 1.500 imobiliárias e consultores anônimos por meio de 113 franqueados.

A EmCasa, outra plataforma digital no ramo, captou recente um investimento de R$ 110 milhões. O aporte está sendo usado para aprofundar a operação em São Paulo e no Rio de Janeiro, e também para expandir a outras cidades brasileiras. Em sua oferta, a EmCasa inclui a conexão com grandes bancos por meio de interfaces de programação (APIs) para mostrar ao cliente possibilidades de financiamento. Outros serviços financeiros em que a startup está de olho são consórcio e home equity.

Conheça o modelo de gestão que fez a XP crescer exponencialmente na última década, e como aplicá-lo no seu negócio. Assista à série Jornada Rumo ao Topo.

PUBLICIDADE