Em csucardsyst

CSU estima impacto de 6% a 7,7% no Ebitda de 2015 com redução de desoneração da folha

A estimativa levou em consideração a elevação da alíquota referente à contribuição para a Previdência sobre a receita bruta de 2 por cento para 4,5 por cento, faixa na qual a CSU se enquadra

CSU 18 - Fachada Prédio Faria Lima 02
(Divulgação CSU Card System)

BRASÍLIA - A empresa de prestação de serviços de tecnologia CSU (CARD3) informou nesta terça-feira que a redução da desoneração da folha de pagamentos poderá impactar seu lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) em 6 a 7,7 por cento em 2015.

A estimativa levou em consideração a elevação da alíquota referente à contribuição para a Previdência sobre a receita bruta de 2 por cento para 4,5 por cento, faixa na qual a CSU se enquadra.

No fim da semana passada, o governo publicou no Diário Oficial da União Medida Provisória que eleva as alíquotas de contribuição previdenciária das empresas sobre a receita bruta, reduzindo na prática a desoneração da folha de pagamentos.

A CSU ressaltou em comunicado que a alta na alíquota valerá a partir de 1o de junho deste ano.

 

Contato