Refinaria de Petróleos Manguinhos S.A. RPMG3F

PET MANGUINHON

error_outline Atualizado às 17h15. Delay 15 min
arrow_upward

4,97

+1.01%

4,93

4,98

3.421,51

Fechamento anterior 4,94
Abertura 4,93
Negócios 39,00
Quantidade 691,00
Volume 3.421
Mín — Máx (Dia) 4,93 - 4,98
Variação (Dia) +1.01%
Variação (Mês) -54.23%
Variação (2019) +71.37%
Variação (52 semanas) +30.78%

Sigla: RPMG3F

Tipo: AÇÕES

A Refinaria de Petróleos Manguinhos S.A. é uma empresa petroquímica brasileira. Ela possui capacidade para produzir os principais derivados do petróleo. Entre seus produtos, está gasolina comum, gás liquefeito de petróleo (GLP), diesel, óleo combustível e solventes especiais. A empresa pode processar diariamente 15 mil barris de petróleo.

Além da produção, Manguinhos opera um terminal marítimo que tem capacidade de receber navios com até 9 metros de calado. O terminal é interligado à refinaria através de dutos. Essa vantagem logística otimiza o processo de produção e diminuir custos.

Em 2016 a empresa entrou em recuperação judicial, com uma dívida de R$ 2,5 bilhões junto ao governo estadual do Rio de Janeiro.

A Refinaria de Manguinhos foi um empreendimento inciado por Drault Ernanny, inaugurada em 1954. Em 1964 a refinaria sofreu um processo de desapropriação ordenado pelo presidente João Goulart, que não foi concluído.

Em 1998, 50% do controle acionário foi comprado pela empresa argentina YPF. Dez anos depois, em 2008, a empresa foi comprada pelo Grupo Andrade Magro.

O ano de 2009 foi dedicado à recuperação funcional da planta da refinaria, que retomou atividades em 2010.

Em 2012 a refinaria foi alvo de um decreto de desapropriação pelo governo do Rio de Janeiro. Uma liminar do STF suspendeu o processo em 2014.

A Refinaria de Petróleos Manguinhos está listada no segmento Novo Mercado da B3, de mais alto grau de governança corporativa. Ela possui ações ordinárias (RPMG3) e também está no mercado fracionado (RPMG3F).

Seja sócio das melhores empresas da Bolsa: abra uma conta na XP Investimentos – é grátis!