Bristolmyers (BMYB34)

BRISTOLMYERSDRN

error_outline Atualizado às 00h00. Delay 15 min
arrow_downward

229,12

0.00%

229,12

229,12

0,00

Fechamento anterior 229,12
Abertura 229,12
Negócios 0,00
Quantidade 0,00
Volume 0
Mín — Máx (Dia) 229,12 - 229,12
Variação (Dia) 0.00%
Variação (Mês) +4.86%
Variação (2019) +17.39%
Variação (52 semanas) +19.18%

Sobre Bristolmyers

Sigla: BMYB34

Tipo: AÇÕES

Setor: Outros

A Bristol-Myers Squibb (BMS) Company é uma biofarmacêutica com sede em Nova York, Estados Unidos. Ela atua na pesquisa, desenvolvimento, licenciamento, fabricação, marketing, distribuição e venda biofarmacêuticos. A Empresa fabrica medicamentos sintetizados quimicamente, ou pequenas moléculas. Também oferece medicamentos produzidos a partir de processos biológicos.

Os produtos da BMS são voltados para diversas classes terapêuticas. Elas incluem virologia, oncologia, imunociência e cardiovascular.

A BMS surgiu em 1989 a partir da fusão de duas outras companhias. Uma delas era a Squibb, fundada em 1858 e especializada em fármacos de alta pureza. A outra empresa era a Bristol-Myers, fundada em 1887, cujo primeiro produto de sucesso foi um laxativo.

Em 1943 a Bristol-Myers comprou a Cheplin Biological Laboratories e converteu a planta para produzir penicilina. Em 1944 a Squibb era a maior fabricante de penicilina no mercado civil dos Estados Unidos. Em 1989 as duas companhias se fundiram.

Em 1999 a BMS foi premiada com a Medalha Nacional de Tecnologia dos Estados Unidos. Em 2002 foi processada por manter monopólio do Taxol, medicamento para câncer.

A empresa esteve envolvida em um escândalo contábil em 2002. A BMS foi acusada de “channel stuffing”, pratica de inflar os números de vendas. O escândalo resultou em uma atualização significativa das receitas de 1999 a 2001. A empresa  pagou uma multa de US$ 150 milhões.

Em 2006 a empresa foi alvo de uma nova investigação da Federal Trade Coomission. Foi acusada de conluio e de enganar autoridades antitruste. Acabou pagando multa de US$ 2,1 milhões.

Em 2009 a empresa se reestruturou, focando o negócio em produtos farmacêuticos e biológicos. Em 2018 a BMS teve receita bruta de US$ 22 bilhões e receita líquida de US$ 4 bilhões.

A empresa está listada na B3 com a BDR BMYB34. Também está no mercado fracionado (BMYB34F).

Seja sócio das melhores empresas da Bolsa: abra uma conta na XP Investimentos – é grátis!