Conheça os títulos oferecidos pelo Tesouro Direto

Após 13 anos desde a sua criação, o programa Tesouro Direto passou por mudanças importantes em 2015. Entre as principais novidades estão os nomes dos títulos negociados, que ficaram mais intuitivos para os investidores. As LTN (Letras do Tesouro Nacional) passaram a chamar Tesouro Prefixado 20XX (inclui-se depois do nome o ano de vencimento do título). Já a NTN-F (Nota do Tesouro Nacional, série F) agora chama Tesouro Prefixado com Juros Semestrais 2025. A LFT (Letra Financeira do Tesouro) mudou de nome para Tesouro Selic 2021. A NTN-B (Nota do Tesouro Nacional, série B) passou a chamar Tesouro IPCA + com juros semestrais 20XX e a NTN-B Principal se chama Tesouro IPCA + 20XX.

“A alteração se mostrou necessária depois que a STN (Secretaria do Tesouro Nacional) constatou a necessidade de facilitar a compreensão em relação ao tipo de aplicação que cada título do Tesouro Direto representa”, disse a equipe técnica do Tesouro Nacional.

Outras novidades

Além disso, as recompras de títulos feitas pelo Tesouro Nacional, que antes aconteciam apenas às quartas-feiras, passaram a ser diárias. Com isso, o investidor tem a vantagem de conseguir vender seus títulos sempre que precisar, pelo valor de mercado do dia. A venda pode ser feita todos os dias úteis, a partir das 18 horas, até as 5 horas da manhã. A transação será processada no dia útil seguinte à ordem de venda, quando os recursos serão repassados para a instituição financeira em que você opera.

O mínimo para aplicação no Tesouro Direto também mudou, beneficiando os pequenos investidores. Agora é possível comprar 1% de cada título, desde que o valor não seja inferior a R$ 30. Antes das mudanças, a fração mínima era de 10% do título.

A página do Tesouro Direto na internet também foi reformulada e ficou mais intuitiva e acessível aos investidores. Nesta página, agora é possível utilizar o “Orientador Financeiro” virtual: o investidor descreve seus objetivos e preferências em relação ao pagamento dos juros e o sistema indica o melhor título.

Entenda o Tesouro Direto

O Tesouro Direto é um programa de compra e venda de títulos públicos por meio da internet. Ele é considerado uma opção bastante segura, já que os títulos negociados representam a dívida do governo federal. O risco de crédito existe, porém é um risco remoto se comparado a todos os outros ativos financeiros. Além disso, estes títulos garantem um retorno interessante principalmente quando a taxa de juros está em um patamar elevado.

Confira na tabela o nome dos novos títulos:

*Conteúdo patrocinado pela XP Investimentos. Dúvidas sobre Títulos Públicos? Saiba mais.