Em conteudo-patrocinado / seguro-de-vida

Os quatro passos de um planejamento completo para a independência financeira

Plano deve envolver metas claras e disciplina, mas um dos pontos-chave do planejamento financeiro costuma ser negligenciado: o gerenciamento de risco

A independência financeira é um objetivo cada vez mais comum, principalmente entre quem já
está familiarizado com o mundo financeiro. Esse sonho significa viver sem depender da renda
do trabalho e focar nas atividades que mais geram satisfação, mas poucos realmente conseguem
alcançar esse estágio de evolução nas finanças. Essa dificuldade pode ocorrer por motivos
diversos, mas normalmente há um ponto em comum: poucas pessoas realmente montam um
planejamento financeiro completo.

Para Luis Oi, assessor no escritório Six Investimentos, o roteiro da vida financeira passa por
quatro etapas importantes: geração de renda, gerenciamento de risco, acumulação de
patrimônio e, enfim, a conquista da independência financeira. Todas essas etapas não podem
ser alcançadas sem antes elaborar um objetivo claro e manter a organização durante o plano.

O assessor conta que, das etapas listadas, há um ponto importante que muitas vezes é
negligenciado e pode prejudicar todo o plano: o gerenciamento de risco. “Se deixar de gerar
renda, que está na base da pirâmide, o gerenciamento de risco é o pilar que servirá para manter
o planejamento financeiro de pé”, explica. “Nessa etapa é que entra o seguro de vida individual,
que é a ferramenta que oferece segurança patrimonial no tempo zero”, complementa.

O seguro de vida não protege apenas os herdeiros, mas também oferece proteção para o
segurado contra eventos inesperados como invalidez e doenças graves, que podem
comprometer todo o planejamento financeiro em um curto espaço de tempo. Esses são pontos
que podem impactar significativamente a geração de renda ou elevar os custos repentinamente
– e, sem uma rede de proteção, pode consumir o patrimônio construído por meio do trabalho e
dos investimentos ou, até mesmo, não permitir sua formação, caso o evento ocorra
prematuramente.

Roteiro para o sucesso nas finanças

O CFA Institute, uma das entidades mais respeitadas entre os profissionais de finanças no
mundo, publicou, em 2017, um documento em que lista sete passos para ajudar a deixar suas
finanças “em forma”: estabeleça objetivos financeiros, entenda para onde seu dinheiro está
indo, gerencie suas dívidas, coloque suas finanças no piloto automático, mantenha um estilo de
vida estável, invista de modo inteligente e procure conhecimento e conselhos.

Essas dicas estão fortemente relacionadas aos pilares de geração de renda e acumulação de
patrimônio, que estimulam o controle do orçamento financeiro.

Segundo o CFA Institute, um erro comum é aumentar o padrão de vida assim que a renda cresce.
O ideal é que os gastos não avancem no mesmo ritmo dos ganhos. Manter as despesas
relativamente constantes ao longo do tempo “é um método-chave para alcançar a segurança
financeira futura”, afirma o documento elaborado pela entidade.

No quesito investimentos, a entidade ressalta a necessidade de criar portfólios diversificados e
de baixo custo. O foco excessivo nos resultados de curto prazo pode atrapalhar. Portanto, a dica
é pensar no longo prazo e seguir com seu plano de investimentos, revisando-o periodicamente
para permanecer no caminho correto.

Para o assessor, uma boa medida que normalmente deve ser levada em consideração é manter
uma proporção de 70% da sua renda para custear o padrão de vida e destinar os outros 30%
para o gerenciamento de risco, tendo o seguro de vida como a principal ferramenta de proteção.

Você sabe como é o seu estilo de planejar o futuro? Clique aqui e faça uma simulação
oferecida pela Prudential do Brasil.

 

 

Contato