Em conteudo-patrocinado

Crédito com garantia de imóvel cresce 90% ao ano no Brasil

Conheça o home equity da BV financeira, empréstimo com juros mais baixos e prazos mais longos

O crédito que usa o imóvel como garantia (home equity) registra avanço de 90% ao ano no Brasil, chegando a R$ 15 bilhões em 2015, e tem espaço para crescer entre 40 e 80% no próximo ano, principalmente porque a crise tem dificultado a obtenção de empréstimos, além dos juros estarem cada dia mais alto.

Para se ter uma ideia, o crédito pessoal tradicional tem taxa média de 129,1% ao ano, enquanto a taxa do home equity gira em torno de 20% ao ano. A linha funciona como um crédito pessoal, ou seja, pode ser usada para qualquer finalidade. A principal diferença é que, como possui uma garantia real (o imóvel), costuma contar com taxa de juros menores. O imóvel é usado apenas com garantia, o proprietário continua como proprietário do bem.

Nos Estados Unidos, onde a linha já está mais amadurecida, o estoque do empréstimo do home equity é US$ 439,7 bilhões - antes do estouro da bolha imobiliária, a modalidade chegou a ter um saldo US$ 610,6 bilhões. No Brasil, essa linha ainda não é muito conhecida, mas existe empresas especializadas nessas linhas de crédito como a BV Financeira

Além de ter juros menores, o CrediCasa BV possui prazo mais longos de até 10 anos e permite tomar até 60% do valor do imóvel. O imóvel a ser utilizado como garantia deve estar quitado e pode ser novo ou usado, residencial ou comercial, localizado em qualquer Estado do país, desde que esteja em nome da pessoa física. 

O empréstimo pode ser usado não só para a compra de um novo imóvel, mas também para outras necessidades como reforma, construção, investimento, estudos dos filhos, um MBA ou até pagamento de outras dívidas mais caras.

 

 

Contato