Em conteudo-patrocinado / especial-fdc

Os três maiores desafios que as médias empresas brasileiras enfrentam e como superá-los

Fazer médias empresas crescerem no Brasil não é tarefa fácil. Em três anos o país teve 341,6 mil companhias fechadas, segundo dados do IBGE dos anos 2014 a 2016. Para Fabian Salum, professor da Fundação Dom Cabral, para crescer, as médias empresas no país precisam estar preparadas para três desafios: o planejamento estratégico, a transformação digital e a sucessão familiar. A FDC está entre as melhores escolas de negócios do mundo e é a melhor da América Latina segundo o Ranking Executivo do Financial Times. Pensando nisso, o InfoMoney convidou o especialista da instituição para falar sobre como as empresas podem se preparar para esses desafios. Confira abaixo.

1º Planejamento estratégico

O crescimento das empresas deve ser algo planejado de maneira estruturada. Fabian Salum ressalta que é preciso traçar objetivos e entender quais recursos serão necessários para chegar até lá. Para traçar o planejamento, é importante ficar atento à economia do país e às mudanças do mercado no qual a empresa está inserida. “Antigamente, fazíamos planejamentos estratégicos de três, quatro ou até cinco anos. Existia certa previsibilidade”, afirma Salum. Uma crise econômica como a enfrentada nos últimos anos pode devastar empresas e acabar com todo o planejamento. Por isso é importante alinhá-lo com as condições macro e adaptá-lo diante de novidades no cenário.

2º Transformação digital

Um dos pontos de incerteza que está diretamente ligado ao planejamento estratégico é justamente as mudanças que a era digital tem trazido em cada um dos setores. Para as médias empresas, esse é um tema ainda a ser explorado e conhecido. “É uma questão muito embrionária para muitas empresas, porque se ouve falar de forma fracionada e espalhada sobre internet das coisas, cloud, robotização e inteligência artificial”, alerta Fabian Salum. O professor da Fundação Dom Cabral ressalta que as empresas que adotam novas tecnologias de forma ágil e eficiente ampliam sua capacidade competitiva, especialmente porque agilidade e customização são diferenciais no mercado atual.

3º Sucessão familiar e executiva

Grande parte das médias empresas que hoje atuam no mercado brasileiro se preocupa com a linha sucessória da sua companhia. “Esse é um grande desafio. O que mais encontro são presidentes que não têm sucessor. Esse é um grande problema para as médias empresas”, afirma Fabian Salum. A solução é pensar a sucessão desde cedo. É preciso pensar em todas as alternativas, como a sucessão familiar, a promoção de um funcionário que cresceu juntamente com a empresa ou ainda a contratação de alguém experiente no mercado.

A Fundação Dom Cabral oferece diversas Soluções Educacionais que promovem na organização uma performance superior e preparam as empresas para os mais variados desafios.

Clique aqui e descubra como os programas oferecidos pela FDC podem ajudar sua empresa.

 

 

Contato