A importância do simulador de trade e a transição para a conta real

Não conheço ninguém, em profissão alguma, que conseguiu algo sem preparo e dedicação. Com o trade não é diferente
Por  Ariane Campolim
info_outline

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores

Entre as perguntas que recebo diariamente nas minhas redes sociais, a mais frequente é: “Quando saber o momento de operar em uma conta real e arriscar o dinheiro para valer?”

Muitas pessoas nem querem tentar praticar no simulador antes de começar iniciando as operações na conta real, arriscando, dessa forma, o dinheiro que não podem perder, na ilusão que ele irá se multiplicar. Chamo isso de uma atitude inconsequente!

Neste artigo, quero falar para vocês como o simulador é importante e como ele fez diferença no meu aprendizado para poder operar na conta real.

Assim como vocês, eu também escutava sobre a importância de operar em um simulador e treinar. Quando começamos a ser traders, a gente diz que vai fazer tudo certo – afinal, queremos ter sucesso e ganhar dinheiro. Mas aí começamos no simulador, vemos que conseguimos ganhar dinheiro, e o treino dura alguns dias ou semanas.

Depois, sem o preparo adequado, colocamos nosso dinheiro em risco e acabamos perdendo aquele que precisamos utilizar para lucrar no mercado. Assim, muitos quebram a conta, ou seja, perdem todo o dinheiro que têm e, às vezes, até o que não poderiam e/ou não tinham para perder.

Quando encaram o simulador a sério e os treinos começam, geralmente fazem isso porque já tiveram uma grande perda financeira. Infelizmente, é desse modo que as pessoas começam a entender que, em uma profissão em que apenas 5% das pessoas têm sucesso no mercado, é necessário muito treino e preparo no simulador.

Não conheço ninguém, em profissão alguma, que conseguiu algo sem preparo e dedicação. Com o trade não é diferente. Eu tenho a audácia de dizer que é uma das profissões mais difíceis do mundo. É ir contra os instintos humanos, se aprimorar, ter um emocional de aço e saber que depende apenas de você ter dinheiro no final do mês para pagar as contas.

Estude

Existem fases de aprendizado para um trader. O simulador é uma etapa fundamental para aprender a utilizar a plataforma que será sua ferramenta de trabalho, além de entender como usá-la da melhor forma possível. Além disso, a ferramenta lhe ajuda muito a testar e aprender a parte técnica.

Treinos e estratégias serão fundamentais até você encontrar a melhor alternativa para entender o mercado, tomando decisões certas para ganhar dinheiro. Como sempre digo, não existe setup milagroso: ganhar dinheiro no day trade é fácil, mas ao mesmo tempo também é o dinheiro mais difícil do mundo se você não está preparado.

Pratique

O simulador vai lhe ajudar a treinar a sua estratégia técnica, além de te fazer entender como executar as operações com agilidade. Desse modo, serão meses de treino e muito aprendizado, pois não será uma semana ou um mês bom que te deixará pronto para operar uma conta real. Ninguém vai para as Olimpíadas acreditando que vai ganhar a medalha de ouro sem o preparo adequado.

Ao observar que está obtendo resultados positivos e constantes no simulador, saiba que está executando bem sua estratégia, estando consciente de suas ações, como: Onde entrou? Por que realizou o trade? Como foi sua postura durante o trade e quanto arriscou?

De nada adianta um mês positivo no simulador se você não saber qual foi o processo para ter obtido os bons resultados – e como fará para alcançá-los novamente.

Não desista

Quando a fase do simulador passa, você vai para a conta real – e começa a não executar nada do que tinha aprendido. Isso acontece porque, ao começar na conta real, temos um novo aprendizado pela frente. Estamos arriscando de verdade o nosso dinheiro, e não queremos que todo o esforço nos estudos seja perdido.

Na conta real, temos um novo desafio de aprendizado: lidar com o emocional. Para mim, esta é a fase mais difícil. Não adianta voltar para o simulador, porque lá você vai acertar tudo. Você já sabe como fazer, só não executa na conta real.

Então, você terá que encarar as perdas, aprender a lidar com as suas crenças. E é aqui onde a maioria das pessoas vão se diferenciar. Não conheço ninguém que chegou ao sucesso sem ter um emocional forte e sem aprender a passar pelas fases difíceis.

Quando você ajusta sua técnica e sabe bem como executá-la, mas na hora de colocar em prática na conta real não consegue, não adianta voltar para o simulador e pensar “aqui eu acerto tudo”.

Você consegue!

O ideal é sempre começar com poucos contratos e pouco dinheiro. Isso vai deixar seu emocional mais calmo para operar.

Espero ter conseguido compartilhar com vocês um pouco sobre como é o caminho para treinar no simulador. Compartilhei fatores importantes, como: quando é o momento de pensar em operar na conta real; o desafio emocional que isso trará para sua vida; e a importância da paciência para esperar que você ganhe experiência e tempo. Tudo isso só se consegue com prática, mesmo que você tenha perdas no meio do caminho.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Ariane Campolim Ariane Campolim é produtora de conteúdo na Clear Corretora. Atua como investidora desde 2015, principalmente como trader. Antes de trabalhar no setor, ela foi analista de tecnologia do Itaú Unibanco. É formada em física médica pela UNESP e cursou pós-graduação em negócios e gestão de pessoas no Insper

Compartilhe

Mais de A vida dos traders

Homem segura o rosto com as mãos, cabisbaixo, diante do computador com gráficos de ações
A vida dos traders

Ansiedade no trading

Trader, desenvolva a capacidade de confrontar as emoções com a realidade da tela, questionando o perigo nas situações que estão te dando medo e ansiedade. Treinando isso, você irá ensinar seu cérebro a ser mais racional e menos reativo
dolar digital
A vida dos traders

Entenda o Dólar futuro

No dólar futuro, você poderá negociar com a compra e venda de contratos disponibilizados na Bolsa, onde você negociará na data de hoje, por exemplo, o preço do dólar no futuro