Stock Pills: Quanto a Renner ainda pode crescer na bolsa? A história do blazer verde pode responder isso

Como a Lojas Renner tem utilizado a inteligência por trás dos dados ao seu favor

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores

Tradicionalmente, value investors focam seus esforços em encontrar pechinchas na bolsa, ou seja, ações que estão baratas e que podem ser excelentes oportunidades de investimentos. Mas no Stock Pills desta semana, falamos de uma das empresas mais caras da B3 e que, segundo nossa convidada, ainda possui um potencial de valorização interessante em frentes ainda pouco exploradas pelos analistas que cobrem o setor.

Convidamos Carolina Ujikawa, head de análise da Mauá Capital e responsável pela cobertura de varejo, para explicar por que a Lojas Renner (LREN3) está entre as preferências da carteira do fundo Mauá Ações (a saber: este fundo teve performance de 53,8% em 2019, ano que o Ibovespa subiu 31,6%).

Para Carolina, Lojas Renner tem os seus motivos para ficar ainda mais cara: i) capacidade invejável de execução quando comparada as demais varejistas e ii) mudança de tendência do varejo feminino. No entanto, o ponto mais interessante que a Carol abordou, cujo valor ainda está escondido dentro da empresa, é o potencial transformacional que a Lojas Renner enxerga por trás da inteligência dos dados. Aliás, a história do blazer verde que a perseguiu após ter frequentado uma das lojas, diz muito sobre até onde a inteligência da Renner pode chegar.

PUBLICIDADE

Se você é um(a) daqueles(as) que não compraria a varejista por achar que ela já está cara o suficiente, você poderá se surpreender com a reprecificação que ela pode passar ao longo dos próximos trimestres.

Quer saber mais? Escute o Stock Pills abaixo!

View this post on Instagram

O Stock Pills dessa semana trouxe uma visão bem diferente do que estamos acostumados a ouvir por aí… Convidamos Carolina Ujikawa, head de análise da Mauá Capital e responsável pela cobertura de varejo do Mauá Ações, para explicar porque uma ação cara (que é o caso de Lojas Renner) pode ficar ainda mais cara. Dentre os motivos citados pela Carolina, estão: i) capacidade de execução da Lojas Renner, ii) uso da inteligência de dados para capturar vendas (e a história do Blazer verde que perseguiu a Carol), iii) mudança de tendência no varejo e iv) expansão de múltiplos. Pois é… quem não comprava a varejista por acreditar que ela estava cara, pode se surpreender ainda mais com a possibilidade dela ficar ainda mais cara.

A post shared by Stock Pickers (@stockpickers_) on

Apresentado por Thiago Salomão, analista da Rico Investimentos, o Stock Pickers vai ao ar toda quinta-feira às 17h. Você pode seguir e escutar pelo Spotify, Spreaker, Deezer, iTunes e Google Podcasts.

Matheus Soares

Matheus Soares é analista da Rico Investimentos e um dos responsáveis pela Carteira Rico Dividendos 8+