VENÇA A CRISE PELA MOTIVAÇÃO

Em tempos de crise como o atual, a sua capacidade de motivar e comprometer a equipe fará toda a diferença.
Por  Carlos Wizard Martins
info_outline

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores

Em tempos de crise como o atual, a sua capacidade de motivar e comprometer a equipe fará toda a diferença. Treinar e qualificar colaboradores são princípios essenciais para atrair e fidelizar o cliente. O mundo corporativo evolui de forma dinâmica, e as lideranças empresariais precisam estar atentas para saber conduzir essas mudanças de forma assertiva e produtiva em tempos de turbulências como enfrentamos no momento.

Liderança para motivar sua equipe é um dom? Sim, mas uma característica que também pode ser desenvolvida. Enquanto eu ainda estava na universidade, comecei a formar uma biblioteca pessoal com livros motivacionais sobre o relacionamento humano, técnicas de liderança e finanças. Essas publicações me deram direção e me ajudaram a entender alguns princípios essenciais para me motivar na busca do sucesso pessoal e financeiro. Eram obras que continham técnicas simples, porém fundamentais, de como estabelecer objetivos e alcançá-los, como lidar com as adversidades, como superar limites e, finalmente, como trabalhar de forma produtiva com um alto numero de pessoas. Acredito que a habilidade de formar equipes vencedoras tenha sido uma das principais explicações para as conquistas que alcançamos ao longo dos anos.

Acredito que o líder que estiver mais preparado para inovar e disseminar a importância da cultura da colaboração entre sua equipe terá mais chances de gerir uma equipe motivada, produtiva e, consequentemente, superar os percalços e fazer o negócio prosperar. Antes burocráticos e centralizadores, os líderes bem-sucedidos são aqueles que são capazes de promover o diálogo e a troca de experiências entre todos os envolvidos na operação, o que acaba transformando a empresa em um centro de inovação e excelência com a participação de todos os colaboradores.

Dessa forma, o desenvolvimento de talentos passa a ser uma grande missão social que uma companhia bem-sucedida assume. Portanto, lembre-se: quanto mais você unir forças e dividir a glória, melhores os frutos. Para formar um empreendimento milionário, considere o benefício que você irá gerar a inúmeras pessoas, inclusive para a própria equipe de líderes, e essa será a exata proporção de seu êxito.

Compartilhe

Mais de Liderança equilíbrio

Liderança equilíbrio

UMA EMPRESA VENCEDORA PRECISA DE UM TIME DE TALENTOS

Atrair e reter talentos são preocupações recorrentes das empresas modernas. Grande parte dos empresários, que conseguiram transformar seus projetos em negócios vencedores, alcançou isso graças à capacidade de transformar uma ação individual em um sonho coletivo, por meio da formação de equipes de alta performance.
Liderança equilíbrio

EMPREENDEDORISMO: UM ESTILO DE VIDA

Empreendedorismo pode ser aprendido? Ou é uma qualidade intrínseca do ser humano? Acredito que toda pessoa nasce com habilidades naturais. Algumas as desenvolvem e outras não. Dessa forma, certamente, o empreendedorismo é um dom, que precisa ser trabalhado, como qualquer outro talento.
Liderança equilíbrio

Comece 2015 apostando em novos sonhos

Inovar requer conhecimento, experiência, diálogo, sensibilidade e inspiração. Enquanto o mundo tende a pensar o novo por meio das constantes invenções tecnológicas, a grande revolução é aquela que vem de dentro do ser humano, na redescoberta de seus anseios e das suas verdades internas. Nesse sentido, quem nunca pensou em ser o dono do próprio destino?
Liderança equilíbrio

Liberdade de expressão e religiosa – um bem a ser promovido

Nesse momento, em que o mundo esta com os olhos voltados a tragédia de Paris, compartilho um artigo escrito pelo advogado Ricardo Cerqueira Leite, presidente da Associação da Liberdade Religiosa e Negócios. “O mundo está chocado com a ação terrorista em Paris. O presidente francês, François Hollande, qualificou o ataque desta quarta-feira, 8 de janeiro de 2015 contra o jornal Charlie Ebdo de "atentado terrorista" de "extrema barbárie". Este fato merece reflexão profunda. Choca mais ante a notoriedade das vítimas, escritores e editores conhecidos.