Em cielo

Cielo tem lucro de R$ 817,5 milhões no 2º tri e anuncia dividendos de R$ 3,5 bilhões

Companhia viu seu lucro líquido recuar 17,8% ante o mesmo período do ano passado

Cielo 01 - Fachada empresa
(Divulgação Cielo)

SÃO PAULO - A Cielo (CIEL3) fechou o segundo trimestre com lucro líquido ajustado de R$ 817,5 milhões, uma queda de 17,8% ante os R$ 994,3 milhões registrados um ano antes. A receita, por sua vez, teve leve avanço de 3,4% em um ano, encerrando o período em R$ 2,927 bilhões.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ficou em R$ 1,147 bilhão entre abril e junho, uma queda de 10,3% ante os R$ 1,279 bilhão do mesmo período de 2017. Sobre a recente saída do CEO Eduardo Gouveia, a Cielo afirmou que "nada muda os passos a serem dados pela companhia".

"Pelo contrário, a administração reafirma seu compromisso com nossos clientes, desenvolvendo produtos e serviços que possam ajuda-los no dia-a-dia, com os colaboradores, atuando de forma a fomentar o engajamento e reconhecimento do trabalho, e com os acionistas, na incessante e contínua busca por maior eficiência operacional", diz o comunicado.

Além do balanço, a Cielo também anunciou o pagamento de R$ 3,5 bilhões em proventos aos acionistas, sendo R$ 1,75 bilhão a ser pago no dia 28 de setembro, divididos em R$ 1,4 bilhão em dividendos e R$ 312,5 milhões em juros sobre capital próprio. O pagamento será feito com base na posição acionária de 14 de setembro.

Além disso, a companhia irá pagar R$ 875 milhões no primeiro trimestre e R$ 875 milhões no segundo trimestre de 2019. A Cielo ainda informou que irá alterar a periodicidade de pagamentos de proventos, de semestral para trimestral.

Quer investir em ações pagando só R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear

 

Contato