Em ccr

Hora de acelerar: CCR confirma recuperação com bom resultado e analistas reforçam oportunidade

Companhia entregou números em linha com o esperado e isso é mais que suficiente para os analistas apontarem a oportunidade que a CCR se tornou na bolsa

CCR - Nova Dutra
(Divulgação/CCR)

SÃO PAULO - Confirmando as projeções otimistas dos analistas, a CCR (CCRO3) entregou um resultado em linha com o esperado no terceiro trimestre e conseguiu ter boas avaliações dos especialistas, que não só destacaram a recuperação da companhia, mas apontaram para o surgimento de uma boa oportunidade na bolsa, como disseram as equipes do Credit Suisse e XP Investimentos.

A confirmação do que os especialistas chamaram de "ponto de virada" da empresa fez as ações chegarem a subir 2,80%, para R$ 18,74 nesta sexta-feira (27). Os papéis entraram na Carteira InfoMoney de outubro com a quinta maior participação entres as ações recomendadas, com 10,1% do portfólio.

Segundo a equipe do Bank of America, a CCR reportou um trimestre sólido, que se beneficiou não só com da recuperação do tráfego - que avançou 4,1 na comparação anual -, mas também com o controle rigoroso dos custos de caixa e também com a aceleração dos ativos não-rodoviários. Os analistas destacam que, o melhor resultado financeiro foi o principal responsável pelo lucro de R$ 472 milhões, 18% acima do esperado por eles.

Já para a XP, o dado de tráfego especificamente corrobora a visão deles de que "o pior em termos de atividade ficou para trás". "Os fundamentos saudáveis, a perspectiva de aquecimento da atividade e a possível ocorrência de leilões de rodovias no próximo ano são alguns dos fatores que sustentam nossa visão positiva para o papel", explicam os analistas.

Com estes números, mais uma vez um grupo de especialistas aponta para uma oportunidade com as ações. Recomendando compra, a equipe do BofA afirma que, embora concorde com um cenário de maior apetite por risco, acredita que o desempenho das ações do CCR deve se recuperar diante de seus pares e do próprio Ibovespa. Nos últimos seis meses, a CCR está 27% atrás da Ecorodovias e 11% do Ibovespa, algo que pode mudar daqui para frente.

Já os analistas do Credit Suisse, apesar de reforçarem os bons números da companhia, apontaram uma outra questão que o mercado segue atento: o uso do valor do aumento de capital da empresa feito no início do ano. "Desde então ocorreram 6 leilões e a empresa não deu lances em nenhum deles", explica a equipe do banco.

Foi unânime entre os relatórios de que a companhia entregou números em linha com o esperado - com algumas surpresas para alguns analistas no lucro -, mas que isso é mais que suficiente para ressaltar a oportunidade que a CCR se tornou na bolsa e que a companhia tem força para entregar a tão esperada recuperação que todos esperam.

 

Contato