Se destaque

Veja as 7 tendências de busca de emprego que você precisa conhecer

Conseguir um emprego não é impossível, mesmo dentro de um mercado tão competitivo. Saiba como

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O processo de busca por um emprego pode ser frustrante e desesperador. A concorrência é cada vez maior, o que faz com que os recrutadores se tornem ainda mais exigentes. Contudo, conseguir um emprego não é impossível, mesmo dentro de um mercado tão competitivo.

Se você tiver conhecimento das principais tendências nesse processo, pode ser muito mais fácil aumentar suas oportunidades. Confira algumas dicas para facilitar a procura por um emprego.

1. Currículo como uma história. Cada vez mais candidatos estão apresentando uma história em seu currículo. Contudo, você deve ficar atento ao que inclui no documento: você não quer uma história boba, para entreter.

PUBLICIDADE

O que você quer é uma história de carreira convincente, que esteja alinhada aos propósitos da empresa onde quer conseguir a vaga. Procure conectar suas informações, como “o que”, “quem”, “quando”, “onde”, “como” e “por que”, com a história da empresa. Se apresente como um personagem que a organização quer ter no seu livro de contratações.

2. Objetivos coerentes. Os objetivos incluídos no currículo se referem ao que você quer. Entretanto, suas vontades devem estar alinhadas às da empresa, caso contrário não faz sentido contratar você. Ao incluir seus objetivos no currículo, pense em como eles podem suprir as necessidades da companhia. Isso vai facilitar a identificação.

3. Regras gerais. Você nunca vai encontrar uma fórmula para um currículo de sucesso, mas seguindo as regras gerais poderá ser bem-sucedido com essa tarefa. Cada vez mais candidatos a emprego têm se preocupado em manter seus currículos em uma forma básica que contenha todas as informações essenciais, mas que seja personalizada para cada oportunidade. Invista nisso. Não tenha um currículo genérico e o envie para todas as vagas. A personalização pode ser o único diferencial entre você e outros candidatos.

4. Presença online. Construir uma presença online é fundamental para que você seja visto pelos recrutadores. As redes sociais são cada vez mais fonte de busca para os recrutadores, que querem conhecer os candidatos sob os mais variados ângulos. Invista em um perfil no LinkedIn para aumentar seus contatos profissionais e esteja atento a tudo que você publica nos seus perfis do Facebook ou Twitter. Uma foto ou frase comprometedoras podem custar uma oportunidade de emprego.

5. Palavras-chave. A função do departamento de recursos humanos é filtrar currículos até que sobre apenas um. Em grande parte das vezes isso é feito com base nas palavras escolhidas para o currículo, de maneira que só as habilidades mais importantes sejam selecionadas. Aposte na escolha das palavras certas para fazer com que seu currículo vá mais longe. Uma boa dica é se basear nas habilidades pedidas nos requisitos da vaga.

6. Ofertas online. Desde que utilizadas da maneira correta, as ofertas de emprego online podem trazer muitas vantagens para um candidato durante o processo de busca por um emprego. Se inscrever para processos seletivos com a ajuda da internet é simples, mas não espere apenas por isso. Procure estabelecer contatos reais com os potenciais empregadores.

PUBLICIDADE

7. Voluntariado. Embora você acredite que doar seu tempo por uma boa causa possa atrapalhar sua busca por um emprego, a verdade é que isso pode render ótimos resultados para você. As empresas valorizam esse tipo de ação, sem contar as novas relações que você pode construir enquanto estiver trabalhando de maneira voluntária.

Veja mais matérias de Carreiras no Universia.