Um em cada três comerciantes do RJ pretende contratar temporários

Desses, 90,2% disseram que a contratação somente irá ocorrer em novembro e dezembro, diz Fecomércio-RJ

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Faltando praticamente um mês para o Natal, o comércio do Rio de Janeiro ainda reserva vagas para empregados temporários.

De acordo com pesquisa da Fecomércio-RJ em 1.823 estabelecimentos da Região Metropolitana do Rio de Janeiro, 33,6% deles pretendem contratar pelo menos um trabalhador temporário para o final do ano.

Desses, 90,2% disseram que a contratação somente irá ocorrer em novembro e dezembro. A remuneração média prevista, de R$ 670,20, está acima da do ano passado, quando foi de R$ 580,09.

Número de trabalhadores

Aprenda a investir na bolsa

Em média, entre os estabelecimentos que irão recorrer a temporários, a intenção é de contratar cinco novos funcionários, mesmo número do ano passado. No entanto, a parcela que irá selecionar de seis a dez empregados temporários aumentou de 17,8% para 20,7%, de um ano para outro, compensando a redução, de 58% para 56,5% do percentual de empresários que contratarão até cinco pessoas.

O levantamento, realizado entre os dias 1º e 10 de outubro, mostra ainda que, este ano, o comércio de bens, serviços e turismo deve contratar 2,5 mil funcionários a mais do que em 2007, mesmo com a crise internacional e o crescimento da geração de emprego formal. “Ao todo, serão 29,5 mil funcionários temporários na Região Metropolitana do Rio de Janeiro”, diz o presidente da Fecomércio-RJ, Orlando Diniz.

Trabalho até janeiro

Entre os que dizem que irão contratar, mais da metade (52,3%) afirmou que pretende manter o trabalhador temporário em sua folha de pagamentos pelo menos até janeiro do ano que vem. Em 2007, esse percentual era menor (48,5%).

Com relação às chances de efetivação, a perspectiva é positiva para os trabalhadores temporários: 85,6% dos empresários do comércio afirmaram que a possibilidade de manter os temporários permanentemente existe, contra 80% do ano anterior.