Tributos: isenção do IR na PLR será definida na manhã de hoje

Discussão envolverá o minstro da Fazenda, Guido Mantega e representantes das centrais sindicais

SÃO PAULO – A isenção do IR (Imposto de Renda) na PLR (Participação nos Lucros e Resultados) poderá ser anunciada nesta terça-feira (8) pelo governo, segundo informações do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região.

De acordo com a entidade, os ministros da Fazenda, Guido Mantega e da Secretaria-geral, Gilberto Carvalho, se reunirão na manhã de hoje, às 11h, com representantes das centrais sindicais para discutir o tema em questão.

Entre as reinvindicações dos trabalhadores, a exigência de um tratamento igual ao dado aos investidores da Bolsa de Valores, no que se refere à PLR, será abordada. “Com mais dinheiro no bolso, os empregados terão condições de adquirir bens, investir no lazer e ter mais qualidade de vida. Todo o País ganhará”, avalia a presidente do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, Juvandia Moreira.

PUBLICIDADE

Última proposta
Na mais recente proposta enviada ao governo, discutida e entregue pela CUT (Central Única dos Trabalhadores), um pedido de isenção total de até R$ 20 mil foi idealizado, conforme a Instrução Normativa RFB nº.1022 de 2010. Segundo o documento, apenas devem ser tributados os ganhos líquidos em operações realizadas na Bolsa de Valores acima desse valor.

“Com isso, a parcela que exceder a 20 mil passaria a ser tributada com alíquota única de 20%”, explica a entidade.

A campanha
A campanha de isenção de IR na PLR dos trabalhadores foi lançada por bancários, metalúrgicos, químicos, petroleiros e eletricitários, em 2011. Até a data atual, diversas manifestações já foram realizadas– em São Paulo, ABC e Brasília -, além de reuniões com representantes do governo e parlamentares. Na época, um abaixo assinado com mais de duzentas mil assinaturas foi entregue ao governo.