Taxa de emprego na indústria brasileira sobe 1,9% no primeiro semestre

Considerando somente o mês de junho, descontados os efeitos sazonais, o aumento foi de 0,7% frente ao sexto mês de 2010

SÃO PAULO – A taxa de emprego na indústria brasileira aumentou 1,9% no primeiro semestre deste ano, na comparação com o mesmo período de 2010.

De acordo os dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), divulgados nesta quinta-feira (11), considerando somente o mês de junho, descontados os efeitos sazonais, caiu 0,2% o número de empregados na indústria, na comparação com maio. Frente a junho do ano passado, houve alta de 0,7%.

Em relação ao resultado do acumulado nos últimos 12 meses, o indicador subiu 3,1%, mas mostra trajetória de redução no ritmo de crescimento, iniciado em fevereiro (3,9%).

PUBLICIDADE

Análise regional
Entre janeiro e junho deste ano, na comparação com o primeiro semestre do ano passado, houve aumento no número de empregos na indústria em 12 das 14 localidades pesquisadas, com destaque para o Paraná (4,6%), Minas Gerais (3,3%) e região Nordeste (2,6%).

Na comparação entre junho deste ano e de 2010, o número de empregos subiu em nove locais, com destaque para o Paraná (6,4%), Rio Grande do Sul (2,5%) e Minas Gerais (2,1%).

Setores
Considerando os setores, no primeiro semestre deste ano, os destaques ficaram com os ramos de meios de transporte (7,9%), alimentos e bebidas (2,4%), máquinas e equipamentos (5,1%), produtos de metal (5,7%), máquinas e aparelhos eletrônicos e de comunicações (6,3%) e metalurgia básica (7,4%).

No mês de junho, em relação ao sexto mês de 2010, os setores em destaque foram alimentos e bebidas (3,2%), meios de transporte (7%), máquinas e aparelhos eletrônicos e de comunicação (7%), outros produtos da indústria de transformação (5,2%), máquinas e equipamentos (3%) e metalurgia básica 4,4%).