SP: emprego no comércio cresce 4,5% em dezembro, diz Fecomercio

Dado é comparativo ao mesmo mês de 2010; frente a novembro do ano passado, o indicador registrou queda de 0,3%

SÃO PAULO – O nível de emprego do comércio varejista da Região Metropolitana de São Paulo registrou crescimento de 4,5% em dezembro, na comparação com o mesmo mês de 2010.

Já na comparação com novembro do ano passado, foi registrada queda de 0,3%. Os dados, baseados no Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), foram divulgados pela Fecomercio-SP (Federação do Comércio do Estado de São Paulo) nesta quarta-feira (7).

O levantamento indicou que, no período, frente a novembro de 2011, houve um decréscimo de 12.864 vagas, resultado da diminuição do número de contratados, de 52.360 para 39.496 pessoas. Além disso, houve alta no número de demitidos, de 41.234 funcionários para 42.448.

PUBLICIDADE

Taxa de admitidos e demitidos
Em dezembro, a taxa de admitidos na RMSP ficou em 4%, enquanto a taxa de demitidos foi de 4,3%. Já a rotatividade no comércio geral foi de 4,2%, sendo que a média anual é de 4,7%.

Entre os segmentos, todos apresentaram menores taxas em relação às verificadas em novembro, exceto as lojas de departamentos, que tiveram uma alta nas contratações, passando de 4,3% em novembro para 4,6% no último mês do ano.

Já os setores que apresentaram as maiores médias de rotatividade foram as lojas de vestuário, tecido e calçados (6,2%) e supermercados (5,2%).

Crise econômica
A assessoria técnica da FecomercioSP explica que a crise financeira e política global foi notada de maneira tímida no mercado interno, devido à cautela dos empresários do comércio quanto às contratações.

“Para 2012, a tendência é que o consumo no Brasil não seja comprometido e as contratações favorecidas, devido a fatores como a menor pressão interna de preços, a taxa de juros com propensão de queda e a maior facilidade no acesso ao crédito”, informa a entidade.

Segundo a FecomercioSP, tais variáveis deverão impulsionar a economia ao longo deste ano, o que trará mais confiança aos empresários do comércio e aumentará as contratações formais.

PUBLICIDADE

Sobre a pesquisa
O estudo analisa o nível de emprego do comércio na Região Metropolitana de São Paulo por meio de dados do (Caged). São utilizados os dados primários do Caged e em posse do código CNAE do comércio varejista consolida os dados em 12 ramos de atividades se obtém o número de empregados mensais, demitidos e admitidos. A pesquisa de Emprego e Salário é apurada mensalmente desde janeiro de 2008.