Diminuir desigualdade

Soros e outros bilionários pedem imposto sobre grandes fortunas

O bilionário George Soros, as herdeiras Regan Pritzker e Abigail Disney e o cofundador da Facebook Chris Hughes estão entre os que pedem o imposto 

(Bloomberg) — Algumas das pessoas mais ricas dos Estados Unidos defendem um imposto federal sobre grandes fortunas.

O bilionário George Soros, as herdeiras Regan Pritzker e Abigail Disney e o cofundador da Facebook Chris Hughes estão entre os que pedem o imposto para ajudar a diminuir a desigualdade de renda e financiar investimentos para enfrentar as questões da mudança climática e saúde pública.

“Escrevemos para pedir a todos os candidatos a presidente, sejam eles republicanos ou democratas, que apoiem um imposto moderado sobre fortunas para os 1/10 mais ricos entre os 1% mais ricos dos americanos”, de acordo com carta assinada por 19 pessoas – uma anonimamente – e publicada on-line na segunda-feira.

PUBLICIDADE

“O próximo dólar de novas receitas fiscais deve vir dos mais financeiramente afortunados, e não dos americanos de média e baixa renda.”

Candidatos presidenciais do Partido Democrata como Elizabeth Warren, Pete Buttigieg e Beto O’Rourke apoiam a ideia, segundo a carta.

A proposta de Warren pede um imposto de 2% sobre ativos de US$ 50 milhões ou mais e um adicional de 1% sobre ativos acima de US$ 1 bilhão. Os novos impostos arrecadariam cerca de US$ 3 trilhões em receita fiscal ao longo de 10 anos.

O imposto sobre grandes fortunas não é apoiado por todos os democratas, porque muitos acreditam que seria difícil avaliar objetivamente o valor do patrimônio, como obras de arte e joias.

Há também a preocupação de que tal imposto seja inconstitucional, porque o governo federal só pode tributar renda, não propriedades.

Invista como um bilionário: abra uma conta gratuita na XP.