RJ: lojistas esperam contratar mais de 31 mil temporários para o verão

Otimismo no comércio favorece vagas no segmento de modas e confecções, calçados, óticas, móveis e brinquedos

SÃO PAULO – Os empresários da cidade do Rio de Janeiro estão otimistas com as vendas de fim de ano e esperam contratar mais de 31 mil trabalhadores temporários para o verão. A expectativa é da CDL-Rio (Centro de Estudos do Clube dos Diretores Lojistas do Rio de Janeiro), que consultou a opinião de empresas do segmento de modas e confecções, calçados, joias, óticas, eletroeletrônicos, móveis e brinquedos.

De acordo com os dados divulgados nesta quinta-feira (27), das 500 organizações avaliadas, 60% pretendem contratar nesse período.

Segundo o presidente do CDL-RIO, Aldo Gonçalves, tal resultado é motivado não apenas pela reposição dos postos de trabalho no setor, mas também pelo aumento das vendas com o turismo na cidade.

PUBLICIDADE

“O Natal é a grande data do ano para o comércio e precede a alta temporada do verão, que é a estação mais importante para a economia carioca, quando a cidade recebe um grande número de turistas do País e do Exterior”, diz.

Por região
Na avaliação por região, o Centro e a Zona Norte apresentam os maiores percentuais de empresas interessadas em contratar temporários. Já na sequência, os lojistas da Zona Sul e Oeste se destacam.

Vagas
Os candidatos interessados nas oportunidades poderão encontrar trabalho como auxiliares de vendas, vendedores, estoquistas e expositores. Deste total, a estimativa da CDL é que 90% das vagas sejam ideais para as pessoas que buscam seu primeiro emprego – geralmente candidatos com idade entre 18 e 35 anos.

Lembrando que, apesar de temporário, o trabalho pode se mostrar um bom negócio no longo prazo. Segundo a entidade, mais de 80% dos empresários consultados informaram que há a possibilidade de efetivação de cerca de 20% dos temporários contratados.