“Quem Indica”: principal ferramenta para conseguir um emprego

De acordo com pesquisa, 44,36% dos profissionais conquistaram vaga por meio de um integrante da rede de relacionamentos

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O networking é a melhor ferramenta para quem procura emprego. Isso porque um dos integrantes da rede de relacionamento pode se transformar em “QI” (“Quem Indica”).

Segundo a pesquisa “A Contratação, a Demissão e a Carreira dos Profissionais Brasileiros – edição 2007”, realizada pela Catho Online com 12 mil profissionais entre março e abril deste ano, 44,36% dos entrevistados disseram que conseguiram emprego pela indicação dos amigos.

Maior importância

Os dados ainda confirmam que a indicação tem ganhado mais importância no momento da contratação. Enquanto 38,3% dos profissionais tinham sido empregados por esse motivo em 2003, em 2005 o índice subiu para 43,91%.

Aprenda a investir na bolsa

O “QI” pode estar tanto fora (16,14%) quanto dentro (28,22%) da empresa que escolherá o candidato. Mas ele funciona para profissionais de todas as áreas, com destaque para professores universitários, com 53,39% deles que conseguiram emprego por meio de indicação.

Em destaque na contratação por meio de “QI”, ainda estão os profissionais de cargos operacionais (50,44%), de cargos administrativos (49,51%) e especializados (44,88%).

Hierarquia

Entre presidentes, vice-presidentes e diretores, o índice de contratação por meio de networking é mais baixo, de 33,92%. Esses profissionais, no entanto, respondem pela maior parcela dos selecionados por consultorias de recrutamento (headhunters): 9,11%.

Os dados da pesquisa ainda mostram que 8,63% dos entrevistados conseguiram empregos usando diretamente sites e e-mails. Outros 7% por meio de classificados, e 3,68%, por agências de emprego.