Profissionais usam cada vez mais a Internet na hora de buscar um emprego

Estudo da Catho revela alta da preferência popular pela Internet na busca por oportunidades de trabalho

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Quem está procurando emprego, tem uma aliada: a internet. De acordo com a última pesquisa do Grupo Catho, intitulada “A contratação, a demissão e a carreira dos profissionais brasileiros – edição 2007”, realizada entre março e abril deste ano com 12.122 profissionais, o número de pessoas que recorrem a sites de anúncios de vagas e currículos, quando estão em busca de oportunidades de trabalho, tem crescido sete pontos percentuais ao ano, desde 2004.

A sondagem revelou que 67,16% dos profissionais contratados este ano utilizaram ferramentas da web, embora não tenham sido, necessariamente, contratados graças a elas. O percentual daqueles que conquistaram emprego por meio da Internet é de 8,63%. Verificou-se, também, que 16,1% das empresas contratantes declararam ter usado a Internet no processo seletivo.

Outros resultados

Provavelmente por conta da evolução na Internet como meio de pesquisa de vagas de emprego, o jornal está perdendo espaço como ferramenta para tal.

Aprenda a investir na bolsa

Entre os profissionais ouvidos na pesquisa que conseguiram emprego em 1999, 11,65% tiveram sucesso graças a anúncios de jornais e apenas 2,71% tiveram sortes com a Internet. Entretanto, oito anos depois, 15,20% foram contratados por causa da Internet e apenas 5,65% por intermédio de anúncios de jornais. A situação foi invertida.

Por fim, se antes a Internet era mais usada por profissionais jovens e de níveis hierárquicos inferiores, nos últimos anos, executivos aderiram às ferramentas virtuais. Por exemplo, de 1.999 até hoje, o percentual de presidentes e diretores que utilizam os sites na busca de emprego subiu de 11,66% para 56%. Já o percentual de alta entre gerentes passou de 11,48% para 63,13%, no mesmo período.