Profissionais estão insatisfeitos com benefícios corporativos, diz Catho Online

Colaboradores acreditam que benefícios do emprego atual estão melhores, mas defendem que auxílio ainda precisa melhorar

SÃO PAULO – Nem todos os profissionais parecem estar satisfeitos com os benefícios oferecidos por seus empregadores. De acordo com a Pesquisa dos Executivos 2011, da Catho Online, 55% dos entrevistados até acreditam que seus benefícios estejam melhores agora do que no período em que trabalhavam para outras empresas, contudo, a maioria ainda defende que, para se tornarem realmente bons, muito ainda precisa ser feito.

“Quando comparado ao mercado, os profissionais consideram seus benefícios abaixo da média. A exceção se faz para as empresas de grande porte, que tiveram uma avaliação de 5,3, em uma escala de 0 a 10”, informou a Catho Online.

Conflito de interesses
O levantamento mostra ainda uma discrepância entre os benefícios que as empresas costumam oferecer e aqueles que os funcionários realmente gostariam de receber.

PUBLICIDADE

Para se ter uma ideia, a participação nos lucros e o auxílio educação costumam ser muito apreciados pelos trabalhadores, mas pouco difundidos pelas empresas. Já o auxílio odontológico e o seguro de vida são amplamente oferecidos pelas companhias, mas não tão bem aceitos pelos profissionais.

“As empresas ainda têm o hábito de oferecer aos trabalhadores os benefícios mais comuns do mercado, mas seria interessante que elas mudassem esse tipo de prática e tentassem oferecer algo dentro das próprias possibilidades que também agradasse os colaboradores”, diz o diretor de marketing da Catho Online, Adriano Meirinho.

O que as empresas oferecem O que os profissionais gostariam de receber
Vale-transporte72,4%Assistência médica
Assistência médica63,8%Participação nos lucros
Vale-refeição54,4%Vale-refeição
Assistência odontológica38,8%Vale-transporte
Vale-alimentação36,2%Auxílio-educação
Seguro de vida34,4%Assistência odontológica
Participação nos lucros27,4%Seguro de vida
Convênio/ descontos comerciais20,7% 
Estacionamento20,5% 
Celular18,4% 

A pesquisa
O estudo, que contou com a opinião de 46 mil respondentes, avaliou o grau de satisfação dos profissionais em relação aos seus benefícios.