Profissionais com cargo gerencial tem cérebro maior, diz estudo

Levantamento da Universidade de New South Wales aponta que gerentes possuem um hipocampo maior que os demais profissionais

SÃO PAULO – Uma recente pesquisa da Universidade de New South Wales, na Austrália, revelou que os profissionais que já gerenciaram equipes em uma organização possuem um hipocampo – responsável pelo aprendizado e memória – maior que os demais contratados de uma empresa.

De acordo com o professor da Faculdade de Psiquiatria da UNSW e também responsável pelo estudo, Michael Valenzuela, a relação é evidente e pode estar relacionada às demandas mentais exclusivas a que são submetidos os gestores das organizações. “A gestão de pessoas requer uma contínua resolução de problemas, memória de curto prazo e inteligência emocional, além da capacidade de se colocar no lugar de outros colaboradores”, explica.

Homens x mulheres
Para chegar a tal conclusão, os pesquisadores avaliaram as imagens de ressonâncias de homens e mulheres entre 75 e 92 anos de idade. Ao que consta, os maiores volumes do hipocampo foram detectados nas pessoas do sexo masculino que já haviam exercido algum cargo de liderança. Já nas mulheres, tal efeito se mostrou mais evidente entre as que haviam executado funções gerenciais nos segmentos de enfermagem e de ensino.

PUBLICIDADE

O estudo
O levantamento é parte de um trabalho de doutorado feito por Chao Suo e tem como intuito averiguar se manter-se mentalmente ativo ajuda a preservar a saúde do cérebro contra possíveis doenças neurodegenerativas, como o Alzheimer e o Parkinson.