Especialista explica

Por que os funcionários da Apple, Google e Dell são mais produtivos que a média? Entenda

Uma pesquisa realizada pela empresa Bain & Company mostra que os funcionários dessas empresas são 40% mais produtivos que a média

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Uma pesquisa realizada pela consultoria Bain & Company aponta que os funcionários de empresas como a Apple, Netflix, Google e Dell são 40% mais produtivos que os das demais empresas.

Apesar de essas empresas estarem entre as melhores do mundo para se trabalhar e, por isso, terem os melhores profissionais de seus mercados, esse não é o motivo que faz com que eles sejam os mais produtivos, explicou o sócio da consultoria, Michael Mankins, em entrevista ao portal Fast Company.

Os motivos para isso, de acordo com os executivos entrevistados, são três fatores: tempo, talento e energia; isso, somado à forma como as empresas organizam seus negócios e processos, faz com que eles consigam ser 40% mais produtivos que os demais e tenham margens de luxo de 30% a 50% mais altas que a média da indústria.

PUBLICIDADE

Em seu livro recém-lançado nos Estados Unidos, Mankins analisou os métodos dessas empresas e listou o que elas fazem para garantir que eles mantenham esse nível de produtividade. Confira a seguir:

Equipes formadas pelos melhores profissionais

As empresas médias normalmente “espalham” os talentos da empresa em equipes diferentes, segundo Mankins. Diferente delas, entretanto, Apple e Google normalmente criam equipes que reúnem os melhores profissionais: “eles selecionam diversos cargos que são importantes e afetam o sucesso das estratégias da companhia e os preenchem somente com os profissionais mais qualificados da empresa.

Um exemplo que mostra a eficiência desse método é que, no início dos Anos 2000, a Apple conseguiu criar em menos de dois anos o primeiro iOS, com cerca de 600 funcionários. Ao mesmo tempo, a Microsoft demorou mais de cinco anos para desenvolver, com 10 mil engenheiros, o Windows Vista.

Eliminar a burocracia

A burocracia, segundo Mankins, faz com que as pessoas percam tempo em processos desnecessários e impede que elas resolvam pendências e prioridades. Normalmente, as grandes empresas são as que sempre têm diversos processos burocráticos.

Líderes inspiradores

Um funcionário engajado com a empresa onde trabalha consegue ser 44% do que um funcionário somente satisfeito. Um funcionário inspirado, entretanto, chega a ser 125% mais produtivo que o último. Por isso, as empresas que mais inspiram seus funcionários são as que possuem melhor desempenho.

“Aprendemos que você tem ou não a capacidade de inspirar os outros, mas isso não é verdade. Ser um líder inspirador é algo que pode ser aprendido”, explicou Mankins.