Por que alguns profissionais não conseguem atingir seus objetivos?

"A maioria das pessoas desejam muito mais para suas vidas, porém simplesmente não sabem o quê", diz coach

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Quando somos jovens, temos inúmeros sonhos em mente: queremos chegar ao cargo de diretor, trabalhar no exterior, conseguir um emprego naquela grande empresa que sempre preencheu nosso imaginário, abrir o próprio negócio, alcançar a fama, escrever um livro… É tanta coisa que nem sabemos por onde começar.

Mas não é raro encontrarmos pessoas já aposentadas que lamentam o fato de não terem conseguido atingir seus objetivos profissionais. Por isso, o portal InfoMoney decidiu perguntar para um coach e desvendar o mistério: por que não conseguimos o que queremos?

Não é só querer

O executive coach da Sociedade Brasileira de Coaching, Wanderley Guedes, explica: “a maioria das pessoas desejam muito mais para suas vidas, porém simplesmente não sabem o quê. É mais difícil atingir metas quando não se tem certeza de quais são elas”.

Aprenda a investir na bolsa

A segunda barreira tem a ver com as crenças do profissional. “As pessoas resguardam certas crenças que, de forma inconsciente, as limitam, impedindo a concretização de objetivos”, diz ele. Que crenças seriam essas? É só parar para pensar naquilo que você acredita que encontrará inúmeras.

Será que você já se pegou com algum dos seguintes pensamentos na mente: “nunca vou conseguir dar uma palestra, porque sou tímido”; “jamais chegarei a um cargo alto, porque não tenho capacidade”; ou até “já estou muito velho para conseguir ser promovido à gerência”?. E mais: quantas vezes reclamamos que não conseguimos fazer nada direito?

A questão é que, ao acreditar nesses pensamentos um tanto quanto negativos e destrutivos, o profissional não evolui. Ele se julga tão incompetente ou incapaz que nada muda. Ou pior: por acreditar que nunca conseguirá algo melhor, nem mesmo tenta.

Imagine uma pessoa que sempre teve vontade de trabalhar em determinada multinacional, mas que não acredita em seus talentos profissionais. Ela nem mesmo manda seu currículo para a empresa ou participa dos processos seletivos, porque já prevê o fracasso. Algo mudará para esse profissional? Não!

Medo de chegar lá

Guedes acrescenta que, por incrível que pareça, há quem não atinja seus objetivos porque teme as conseqüências. Por exemplo, a pessoa sabe que um cargo executivo exige muita dedicação e teme não conseguir mais dar atenção à família. De forma inconsciente, ela não luta pelo cargo. “Sem perceber, esse profissional começa a se sabotar”, avisa o coach.

Há ainda quem sabe muito bem o que quer, mas que nada faz para conseguir. Para chegar a um cargo executivo, por exemplo, é preciso se sacrificar, trabalhar muito e estar sempre se aprimorando profissionalmente. Já para trabalhar no exterior, aprender inglês é o mínimo que deve ser feito.

Na prática, como realizar nossos sonhos?

PUBLICIDADE

Para realizar seus sonhos, Wanderley Guedes recomenda que se coloque todas as metas em um papel. Mas não podem existir centenas delas. Você precisa refletir muito antes, para que tenha certeza do que quer. Coloque, ao lado de cada objetivo, o que você ganha e o que você perde ao atingi-lo. Isso porque, em toda mudança, há ganhos e perdas, explica o coach.

Escreva o que precisa ser feito para chegar lá e como será feito. Verifique se você já possui os recursos financeiros necessários. Caso não tenha, estude o que pode ser feito para consegui-los. Analise ainda se tem as competências técnicas e comportamentais. Se chegar à conclusão de que lhe falta algo, como, por exemplo, a capacidade de falar em público, veja o que pode ser feito para melhorar nesse aspecto.

Por fim, não se esqueça de combater as crenças limitantes. Não importa em qual situação se encontra, seja positivo e acredite em si.