RADAR INFOMONEY Ata do Copom sinaliza Selic maior: renda fixa volta a superar a Bolsa? Sócio do Opportunity analisa

Ata do Copom sinaliza Selic maior: renda fixa volta a superar a Bolsa? Sócio do Opportunity analisa

Pais devem observar talento para ajudar no futuro profissional dos filhos

Além disso, os pais devem investir em cursos que desenvolvam habilidades e diferenciem os filhos no futuro

SÃO PAULO – O mercado de trabalho sofre alterações rápidas e constantes. Sendo assim, querer que os filhos sigam carreiras tradicionais, como Medicina, Direito, Engenharia; ou mesmo que dediquem-se a prestar concurso público, não é garantia de sucesso e, sobretudo, de felicidade no futuro.

Dessa forma, segundo avaliações do sócio da Amrop – Panelli Motta Cabrera, Martin Bernard, a questão é ajudar as crianças a reconhecerem e desenvolverem os próprios talentos. Para isso, explica ele, é importante que os pais sempre questionem os filhos sobre os motivos que os levam a gostar mais de uma atividade do que de outras.

“Os pais devem auxiliar os filhos a desenvolverem seus talentos, que podem ser para a área de exatas, comunicação, física, entre outras (…) Eles devem atentar para as múltiplas inteligências, pois, assim, aumentarão as chances da criança ser mais feliz e, consequentemente, bem-sucedida no futuro”.

Diferenciação
Além disso, é importante que os pais invistam em cursos e atividades que desenvolvam nas crianças habilidades que possam vir a diferenciá-las no futuro profissional.

Assim, para o psicoterapeuta e autor da Metodologia OPEE (Orientação Profissional, Empregabilidade e Empreendedorismo), Leonardo Fraiman, os pais devem trabalhar para que os filhos desenvolvam habilidades interpessoais, relacionamento humano e tenham conhecimento de si mesmos. Neste caso, podem ser positivos cursos que refinem a sensibilidade e a capacidade de autoconhecimento, como teatro, ioga, cursos de artes e atividades esportivas.

Fraiman destaca ainda a importância dos pais investirem em cursos que desenvolvam conhecimentos pragmáticos, a exemplo da comunicação, finanças e liderança. Além de incentivarem o empreendedorismo, sempre apontando e observando no dia a dia o motivo para que algo tenha dado certo ou não.