O que fazer quando você não concorda com o cliente?

Não tente impor suas idéias e junte provas para justificar o motivo de discordar do que ele está dizendo; nada de tom arrogante nem irônico

SÃO PAULO – Por mais que a relação com o cliente seja boa e possam até ser amigos pessoais, existem situações em que você não concorda com o que ele diz e que podem afetar o andamento dos negócios.

Enquanto ele afirma que o transporte da carga, por exemplo, deve ser feito de caminhão, você diz que o movimento do veículo pode afetar o produto. Nesse caso, não passe por cima das ordens dele. Afinal, por mais que não se conforme, é ele quem manda.

Justifique porque discorda

O primeiro ponto, em situações como esta, é tentar convencê-lo, mas sem impor suas vontades. Explicações devem ser convincentes e você deve deixar claro os efeitos da decisão dele. Nada de arrogância e, mesmo que saiba mais do assunto do que ele, não tente demonstrar isso, pois ele pode se sentir ofendido.

PUBLICIDADE

Discordar é normal, mas você também deve provar o motivo de não estar de acordo com o que ele diz. Se era para mandar um produto e ele diz que tinha pedido outro, como comprovar isso? Guarde todos os e-mail trocados, procurando sempre documentar as decisões fechadas. Tudo isso justifica sua posição.

Saiba como falar com ele

Não chegue dizendo que não concorda e brigando. Apenas ouça e tente mostrar uma alternativa. Discordar pode não ser o problema, mas sim a maneira como você diz isso para ele. Nada de voz alterada ou de tons irônicos.

Lembre-se sempre de que você é a imagem da empresa e que precisa do bom relacionamento com ele para que os negócios sigam bem e, consequentemente, sua carreira transcorra de maneira satisfatória.

Não leve para o lado pessoal

Embora seja bastante difícil, você deve evitar, ao máximo, levar qualquer desentendimento para o lado pessoal, quando discordar de alguma atitude dele. Fale como profissional e saiba separar os negócios do fato de serem amigos.