O que analisar antes de expor suas idéias no trabalho

"Antes de expor soluções, tenha certeza que elas são pautadas por dados reais e que podem gerar resultados efetivos", diz gerente do Grupo Soma

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – As empresas costumam deixar canais abertos para que seus funcionários exponham idéias e soluções. Desta maneira, conseguem incentivar a inovação. Porém, o profissional que deseja ser ouvido deve tomar alguns cuidados, para que não perca credibilidade.

“Antes de expor suas soluções, tenha certeza que elas são pautadas por dados reais e que podem gerar resultados efetivos para a empresa, para resolver problemas atuais, otimizar processos ou demandas futuras”, indicou o gerente consultivo do Grupo Soma, Paulo Ishimaru.

Porém, para que sua idéia seja realmente valorizada, é preciso expô-la com clareza, detalhes e com todo o planejamento para implantá-las: investimento, recursos, ferramentas, pessoas, tempo e retorno. “Sem isso, as idéias tendem a se misturar no eco das opiniões dadas nos corredores e cafés das empresas”, complementou o gerente.

Tempo de casa

Aprenda a investir na bolsa

Questionado sobre se pessoas com mais tempo de casa têm mais chances de serem ouvidas, Ishimaru respondeu que elas possuem, na verdade, um conhecimento mais detalhado da organização. Porém, idéias inovadoras são sempre bem recebidas, independentemente do tempo ou cargo do colaborador.

“Por exemplo: se um contínuo que trabalha há dois meses numa empresa apresentar uma solução para diminuir custos de transporte, com certeza ele será ouvido. As boas idéias surgem de todos os níveis hierárquicos”, explicou o gerente.

A consultora de carreira do Grupo Catho Mayra Fragiacomo, acredita que o profissional, antes de expor suas idéias, deve ter bom senso, principalmente os que estão chegando na empresa agora, para não deixar uma imagem negativa na equipe nem para invadir e se intrometer em uma área que não lhe diz respeito.

Porém, a consultora reitera: “Às vezes, em pouco tempo, a pessoa mostra uma idéia interessante para a empresa”.

Pouco tempo como desculpa

De acordo com Mayra, colocar o tempo como empecilho para sugerir uma idéia pode ser uma desculpa para não se expor. O comportamento deve ser contrário, para que a empresa realmente note aquele profissional. “Mas ele tem de preparar o campo. Na verdade, conquistar espaço pouco a pouco, sendo criativo. Depois que já é conhecido, deve começar a sugerir novas idéias”.