Nova etapa do pagamento dos expurgos injeta R$ 568 milhões na economia

Em apenas três dias, a Caixa já pagou 72% dos pagamentos previstos para esta etapa, iniciada no último dia 15 de julho

SÃO PAULO – A Caixa Econômica Federal (CEF) informou que já concluiu as transações de DOC para todos os trabalhadores que haviam solicitado o depósito dos expurgos do FGTS em conta corrente.

O pagamento da nova etapa começou neste dia 15 de julho e contempla aqueles com direito a receber a segunda parcela dos créditos entre R$ 2 mil e R$ 5 mil e a primeira parcela de R$ 5 mil a R$ 8 mil.

A Caixa revelou que já pagou em apenas três dias R$ 790 milhões em pagamentos, o que corresponde a nada menos do que 72% do total previsto para esta etapa.

Pouco menos da metade solicitou crédito em conta

PUBLICIDADE

De acordo com a CEF, serão liberados nesta etapa nada menos do que R$ 1,119 milhão de créditos do FGTS que serão pagos aos trabalhadores que tiveram perdas na época dos planos econômicos Verão e Collor 1 e que aderiram ao acordo entre o governo e as centrais sindicais.

Deste total a ser pago, 49%, ou 558 mil pagamentos que correspondem ao montante de R$ 365 milhões, foram creditados em conta bancária, sendo que 463 mil pagamentos destes eram de beneficiários com conta corrente em outro banco, de forma que para estes foi necessário que a Caixa fizesse um DOC.

A instituição afirmou ter feito estas transferências em duas remessas: a primeira com 240 mil pagamentos depositados no dia 15/7 e a segunda com 233 mil pagamentos que foram realizados no dia 16/7. Segundo a Caixa, o pagamento teve que ser dividido em duas remessas para não sobrecarregar o Sistema Nacional de Compensação.

Compensação leva cerca de três dias

Vale lembrar que por se tratar de transferências entre bancos diferentes o prazo de compensação da operação é mais longo, de forma que a instituição tem até três dias, ou 72 horas, para efetivar o crédito na conta do cliente.

Caso a operação seja inviabilizada por algum motivo, este também será o prazo para que o dinheiro seja devolvido à Caixa, que disponibilizará o crédito aos trabalhadores em qualquer uma de suas agências.

Por último, a Caixa divulgou ainda o balanço de pagamento das contas daqueles que optaram em receber o dinheiro diretamente na boca do caixa das agências. No total, a Caixa havia pago até o meio-dia desta quinta-feira 270 mil contas (R$ 203 milhões) de um total de 561 mil contas (R$ 425 milhões) a serem pagas a estes trabalhadores nesta etapa.